Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da superexpressão do Fator de Liberação de Corticotropina (CRF) e nocaute de receptores Crf1 e Crf2 em regiões límbicas sobre o comportamento defensivo de camundongos: influência do estresse agudo e crônico

Processo: 13/03445-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 31 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Valor Concedido/Desembolsado (R$): 208.458,04 / 208.458,04
Pesquisador responsável:Ricardo Luiz Nunes de Souza
Beneficiário:Karina Santos Gomes
Supervisor: Jan M. Deussing
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa: Max Planck Society, Munich, Alemanha  
Vinculado à bolsa:10/01290-4 - Papel do fator de liberação de corticotrofina (CRF) e do complexo NMDA-Óxido Nítrico-GMPc na neurobiologia das reações de defesa em camundongos: uma abordagem farmacológica, molecular e etoexperimental, BP.PD
Assunto(s):Sistema límbico   Ansiedade   Camundongos transgênicos   Transtornos de estresse traumático agudo   Transtornos de estresse pós-traumáticos   Neuropeptídeos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:ansiedade | camundongos transgênicos | estresse | Fator de Liberação de Corticotropina | Sistema límbico | vetores virais | Neuropeptídeos

Resumo

O fator de liberação de corticotropina (CRF) é um importante coordenador das respostas neuroendócrinas, autonômicas, comportamentais e imunológicas frente a estímulos estressores, capaz de modular vários comportamentos, dentre os quais estão as reações de defesa. A disfunção do sistema CRFérgico em humanos está implicada com transtornos psiquiátricos relacionadas ao estresse e transtornos afetivos, incluindo transtornos de ansiedade e depressão maior. A maior parte dos efeitos comportamentais do CRF é atribuída a sua ação em circuitos neuronais extrahipotalâmicos, que incluem o neocórtex, estruturas límbicas e do tronco encefálico, áreas essas envolvidas no processamento do medo e ansiedade. Os receptores para o CRF são subdivididos em dois tipos, o CRF1 e o CRF2. Estudos farmacológicos e com animais nocaute para esses receptores sugerem que o subtipo 1 estaria envolvido na modulação das reações de defesa. Quanto ao subtipo 2, não há um consenso, uma vez que há uma série de resultados contraditórios. Em relação aos animais transgênicos, muitas vezes não há como fazer a supressão ou ativação do sistema CRFérgico em estruturas encefálicas discretas, devido à inexistência de promotores sítio específicos - uma alternativa consiste na injeção de vetores virais em estruturas encefálicas específicas. Dessa forma, a presente proposta visa investigar os efeitos da manipulação genética e molecular da expressão de CRF e seus receptores em regiões límbicas específicas como o córtex pré-frontal medial (CPFm), matéria cinzenta periaquedutal (MCP) e amígdala sobre a ansiedade em camundongos. Para isso serão investigados (i) os efeitos da superexpressão de CRF e nocaute de receptores CRF1 e CRF2 no CPFm, MCP e amígdala de camundongos submetidos a modelos de ansiedade. Uma vez que diferentes níveis de estresse podem afetar respostas frente à manipulações de receptores CRFérgicos, serão também investigados (ii) os efeitos do nocaute de receptores CRF1 e CRF2 nas mesmas estruturas sobre a ansiedade de camundongos submetidos ao estresse de derrota social agudo e crônico e (iii) ao estresse crônico variável. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DEDIC, NINA; KUEHNE, CLAUDIA; JAKOVCEVSKI, MIRA; HARTMANN, JAKOB; GENEWSKY, ANDREAS J.; GOMES, KARINA S.; ANDERZHANOVA, ELMIRA; POEHLMANN, MAX L.; CHANG, SIMON; KOLARZ, ADAM; et al. Chronic CRH depletion from GABAergic, long-range projection neurons in the extended amygdala reduces dopamine release and increases anxiety. NATURE NEUROSCIENCE, v. 21, n. 6, p. 803+, . (13/03445-3)
MASCARENHAS, DIEGO CARDOZO; GOMES, KARINA SANTOS; NUNES-DE-SOUZA, RICARDO LUIZ. Role of TRPV1 channels of the dorsal periaqueductal gray in the modulation of nociception and open elevated plus maze-induced antinociception in mice. Behavioural Brain Research, v. 292, p. 547-554, . (13/01283-6, 13/03445-3, 13/06764-2)
MASCARENHAS, DIEGO C.; GOMES, KARINA S.; SORREGOTTI, TATIANI; NUNES-DE-SOUZA, RICARDO L.. Blockade of Cannabinoid CB1 Receptors in the Dorsal Periaqueductal Gray Unmasks the Antinociceptive Effect of Local Injections of Anandamide in Mice. FRONTIERS IN PHARMACOLOGY, v. 8, . (13/01283-6, 13/06764-2, 13/03445-3)
DEDIC, NINA; KUHNE, CLAUDIA; GOMES, KARINA S.; HARTMANN, JAKOB; RESSLER, KERRY J.; SCHMIDT, V, MATHIAS; DEUSSING, JAN M.. Deletion of CRH From GABAergic Forebrain Neurons Promotes Stress Resilience and Dampens Stress-Induced Changes in Neuronal Activity. FRONTIERS IN NEUROSCIENCE, v. 13, . (13/03445-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.