Busca avançada
Ano de início
Entree

"Análise de ossadas exumadas com perfil bioantropológico conhecido para estabelecimento dos melhores parâmetros antropológicos a serem aplicados à população brasileira em exames antropológicos forenses"

Processo: 12/12344-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Marco Aurelio Guimarães
Beneficiário:Raffaela Arrabaça Francisco
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Medicina legal   Exumação   Antropologia forense

Resumo

Introdução: Antropologia é o estudo do ser humano. Ela abrange práticas sociais, linguagem e comunicação, arqueologia e evolução, atributos físicos e biológicos de grupos humanos. Já a Antropologia Forense pode se referir a qualquer subárea mencionada quando aplicadas no interesse da Justiça. Na prática atua na análise de restos humanos esqueletizados ou parcialmente esqueletizados no contexto de uma investigação. O Centro de Medicina Legal da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (CEMEL/FMRP-USP) possui um Laboratório de Antropologia Forense (LAF) que, em conjunto com a University of Sheffield (UK), criou um protocolo para investigação da identidade de ossadas humanas de casos policiais. Desde 2005, a atuação deste laboratório permitiu a geração de dados inéditos sobre as características de ossadas encontradas sem identificação em Ribeirão Preto e região e tem permitido um índice de identificações em mais de 30% dos casos, dado este de relevância social e científica. Justificativa: O protocolo utilizado no LAF-CEMEL é baseado em padrões de informações europeias/americanas, cujas medidas e observações foram baseadas em dados originados de populações definidas e não miscigenadas (caucasiana, africana ou indígena/oriental) distintas da população brasileira. Como no Brasil há uma reconhecida miscigenação, se torna premente um estudo para estabelecer parâmetros populacionais próprios para análises de ossadas no nosso país, visando a melhoria dos resultados. Além disso, o exame antropológico forense ainda é uma metodologia estritamente necessária para triagem dos casos de identificação humana anterior à aplicação de métodos moleculares, que apesar de muito precisos e específicos neste tipo de amostra, são de alto custo devido à baixa qualidade das amostras e presença de contaminantes e inibidores das reações de PCR. Objetivos: 1- Estimar o perfil bioantropológico de 120 ossadas, dentre essas, 90 serão exumadas para fins administrativos do cemitério Bom Pastor de Ribeirão Preto e 30 serão provenientes de ossadas encaminhadas ao LAF/CEMEL e identificadas, com a finalidade de viabilizar uma possível identificação, através da análise das seguintes variáveis do protocolo LAF-CEMEL: sexo, idade, estatura, ancestralidade e destreza manual; assim como identificar e descrever características dentárias; variações anatômicas e patologias; 2- Comparar os resultados obtidos com as informações ante-mortem reais registradas dos indivíduos sepultados e encaminhados ao LAF/CEMEL; 3- Comparar os dados obtidos com os parâmetros internacionais já utilizados para verificar se o que é obtido desta população brasileira difere significativamente ou não a ponto de justificar a composição de novos referenciais para análise antropológica forense; 4- Coletar uma amostra óssea/dentária para exame de DNA nos casos que se fizerem necessários esclarecimentos sobre parâmetros específicos. Aspectos éticos: A identidade de todos os exumados será mantida em sigilo. As autorizações das instituições envolvidas foram devidamente obtidas. O projeto Foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Perspectivas: Obtenção de parâmetros antropológicos brasileiros visando a melhoria da qualidade dos exames antropológicos forenses para melhoria nos índices de identificação de ossadas, gerando benefício social e conhecimento científico de qualidade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCISCO, RAFFAELA ARRABACA; EVISON, MARTIN PAUL; DA COSTA JUNIOR, MOACYR LOBO; PANTOZZI SILVEIRA, TERESA CRISTINA; SECCHIERI, JOSE MARCELO; GUIMARAES, MARCO AURELIO. Validation of a standard forensic anthropology examination protocol by measurement of applicability and reliability on exhumed and archive samples of known biological attribution. Forensic Science International, v. 279, p. 241-250, OCT 2017. Citações Web of Science: 0.
MELLO, RAFAEL BARRIOS; REGIS SILVA, MARIA REGINA; SEIXAS ALVES, MARIA TERESA; EVISON, MARTIN PAUL; GUIMARAES, MARCO AURELIO; FRANCISCO, RAFAELLA ARRABACA; ASTOLPHI, RAFAEL DIAS; MIAZATO IWAMURA, EDNA SADAYO. Tissue Microarray Analysis Applied to Bone Diagenesis. SCIENTIFIC REPORTS, v. 7, JAN 4 2017. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.