Busca avançada
Ano de início
Entree

Incidência de infecção em pacientes tratados com vasopressina ou noradrenalina no choque após cirurgia cardíaca: estudo duplo-cego, controlado e randomizado

Processo: 12/20722-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ludhmila Abrahão Hajjar
Beneficiário:Juliana Saran Carneiro
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos cardiovasculares   Vasoplegia   Arginina vasopressina   Noradrenalina

Resumo

Neste trabalho pretendemos demonstrar que a utilização de arginina vasopressina como droga de primeira linha no tratamento do choque vasoplégico, além de ser mais eficiente que a terapia convencional com vasopressores catecolaminérgicos (especialmente a noradrenalina), reduz a incidência de infecções no pós-operatório de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea. Acreditamos que esta melhora na evolução é devida à menor interferência da vasopressina no sistema imunológico quando comparada à noradrenalina. Além de reduzir a resposta imune dos pacientes que já se encontram imunossuprimidos devido à utilização de terapia profilática com corticosteroides na cirurgia cardíaca, a noradrenalina está associada à estimulação do crescimento bacteriano e ao aumento de fatores relacionados à virulência bacteriana. Esperamos que a vasopressina não apresente estes efeitos negativos sobre a imunidade e apresente efeitos benéficos em territórios específicos que promovam uma redução do tempo de internação e, portanto, da incidência de infecções hospitalares nos pacientes estudados. O objetivo deste trabalho é então comparar a incidência de infecção durante a internação hospitalar nos pacientes tratados com vasopressina como agente vasopressor isolado com aqueles tratados com noradrenalina no manejo do choque vasoplégico no perioperatório de cirurgia cardíaca. Neste estudo unicêntrico, prospectivo, controlado, randomizado e duplo-cego, compararemos o número de dias livre de infecção durante 28 dias consecutivos entre os dois grupos. Também serão comparados entre os grupos os tipos de patógenos mais prevalentes e a incidência de mortalidade por infecção durante os 28 dias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)