Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de uma dieta hiperlipídica contendo ácidos graxos ômega-3 nos marcadores de ativação de linfócitos modulados pela indução de artrite em camundongos C57BL/6

Processo: 12/14201-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Renata Gorjao
Beneficiário:Flavio Gomez Faria
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/02963-2 - Modulação da inflamação e resistência à insulina pelos ácidos graxos ômega-3 e palmitoleato, AP.TEM
Assunto(s):Ácidos graxos   Ácidos graxos ômega-6   Ácidos graxos ômega-3   Linfócitos T reguladores   Linfócitos   Obesidade   Fenômenos fisiológicos celulares

Resumo

O desenvolvimento da obesidade pode promover alterações na função de células do sistema imune promovendo o desenvolvimento de doenças inflamatórias como a artrite reumatoide. A suplementação com ácidos graxos ômega-3 pode amenizar este quadro devido às características imunossupressoras destes ácidos graxos. No entanto, nenhum estudo mostrou a influência de uma dieta hiperlipídica rica em ômega-3 nestes quadros inflamatórios. O objetivo deste projeto é comparar a influência de uma dieta hiperlipídica rica em óleo de peixe com uma dieta hiperlipídica rica banha animal nas alterações promovidas pela indução de artrite nos marcadores de ativação de linfócitos em um modelo experimental.Camundongos C57BL/6 serão divididos em três grupos: referência (chow) que receberão dieta padrão para roedores e dois grupos alimentados com dietas contendo 40% de lipídios (em massa), consistindo de 90% de óleo de peixe e 10% óleo de soja (HFO) ou 90% de banha de suínos e 10% de óleo de soja (HL). Inicialmente, os animais serão submetidos às dietas hiperlipídicas por 4 semanas. Após este período será realizada a indução de artrite com colágeno II e adjuvante de Freund. Durante o processo de instalação do quadro de artrite os animais continuarão com as mesmas dietas (HL e HFO). Após cinco semanas da primeira imunização será realizada a eutanásia dos animais, os linfonodos mesentéricos serão coletados e os linfócitos isolados. Posteriormente serão avaliados nestas células: integridade da membrana celular, a fragmentação de DNA, a expressão de CD25 (subunidade ± do receptor de IL-2), CD28, CD95 e CTLA4 na superfície de linfócitos efetores; porcentagem de células T regulatórias e proliferação celular por meio da incorporação de [2-14C]-timidina no DNA das células. Em estudos de nosso grupo, observamos que a ingestão de dietas ricas em gorduras (saturadas e ômega-6) promove aumento do tecido adiposo que é acompanhado por diminuição da porcentagem de células T regulatórias nos linfonodos mesentéricos e maior ativação de linfócitos T efetores. No entanto, o enriquecimento das dietas com óleo de peixe promove menor ganho de peso e melhora no controle da proliferação de linfócitos caracterizada por aumento de células T regulatórias. Desta forma, é importante avaliar se estas dietas alteram as características das sub-populações de linfócitos, modulando os processos de ativação celular envolvidos com o desenvolvimento da artrite reumatoide.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)