Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da enzima indoleamina 2,3 dioxigenase (IDO) na imunossupressão induzida pela sepse

Processo: 12/11312-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:José Carlos Farias Alves Filho
Beneficiário:Raphael Gomes Ferreira
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/14283-0 - Papel da enzima indoleamina 2,3 dioxigenase (IDO) na imunossupressão induzida pela sepse, BE.EP.DR
Assunto(s):Sepse   Imunofarmacologia   Indolamina-pirrol 2,3,-dioxigenase   Imunossupressão
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:célula T reguladora | Imunossupressão | indoleamina 2 | Macrófago M2 | sepse | 3-dioxygenase | Imunofarmacologia

Resumo

Sepse é uma resposta inflamatória sistêmica gerada em decorrência de uma infecção, podendo evoluir para um quadro de imunossupressão tardio, o qual pode permanecer em pacientes sobreviventes à sepse por anos após a alta hospitalar. Os mecanismos envolvidos no desenvolvimento da imunossupressão induzida pela sepse ainda não estão completamente compreendidos, porém sabe-se que um aumento no número de linfócitos T reguladores (Tregs) está envolvido neste processo. O aumento de Tregs está, pelo menos em parte, relacionado à atividade dos macrófagos M2, uma vez que, resultados ainda não publicados do nosso laboratório mostram que fatores secretados por estes macrófagos induzem a diferenciação de Tregs a partir de células T naive. Nesse sentido, recentes trabalhos têm demonstrado um papel tolerogênico e imunossupressor da enzima indoleamina 2,3 dioxigenase (IDO). Esta enzima é expressa em diferentes células do sistema imune, incluindo macrófagos e células dendríticas, após ativação por citocinas como interferons e IL-27. Quando ativada, a IDO atua sobre substratos como o triptofano, levando à formação da quinurenina. Sendo que, tanto a depleção do triptofano quando a produção de quinurenina estão envolvidos na diferenciação de Tregs. Apesar da importância da IDO na regulação do sistema imune, não existem trabalhos na literatura avaliando seu papel no desenvolvimento da imunossupressão induzida pela sepse. Sendo assim, o presente projeto tem como objetivo investigar: a) a expressão da IDO durante o desenvolvimento da imunossupressão; b) o papel dos interferons e da IL-27 na regulação de sua expressão; c) o papel da IDO no desenvolvimento de macrófagos M2 e Tregs; e d) o papel da IDO na susceptibilidade à infecção secundária em camundongos sobreviventes à sepse.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERREIRA, Raphael Gomes. Papel da enzima indoleamina 2,3-dioxigenase (IDO) na imunossupressão induzida pela sepse. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.