Busca avançada
Ano de início
Entree

Novas terapias contra o câncer: avaliação da ação da metformina sobre os processos de morte celular programada, angiogênese e metástase em carcinoma hepático

Processo: 12/12798-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Ana Carolina Santos de Souza Galvão
Beneficiário:Rodrigo Curvello dos Santos
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias hepáticas   Metformina   Morte celular   Proteínas quinases ativadas por AMP   Angiogênese

Resumo

Apesar dos avanços no conhecimento da gênese e progressão do câncer, e do desenvolvimento de novas drogas antitumorais, as taxas de mortalidade em decorrência da doença ainda são bastante elevadas. Nesse sentido a aplicação de novas drogas tanto como protagonistas quanto como adjuvantes no tratamento do câncer têm sido estudadas ao longo dos anos, embora nenhuma dessas drogas tenha alcançado significativo sucesso em avaliações clínicas até o presente momento. Portanto, a busca por drogas capazes de atuar sobre as principais características tumorais de forma segura para uso terapêutico, tem sido uma das principais metas de muitos pesquisadores da área oncológica. O presente projeto tem como objetivo avaliar o mecanismo molecular de indução de morte celular sobre células de carcinoma hepático humano HepG2, bem como a possível ação da metformina como agente anti-metastático e anti-angiogênico sobre este tipo de tumor. Atualmente, sabe-se que o uso da metformina como agente antitumoral está associado à capacidade desse hipoglicemiante em inibir a via PI3K/Akt/mTOR (conhecida por sua estreita associação com o potencial replicativo e metastático de células tumorais) estimulando a ação da proteína quinase ativada por AMP (AMPK), embora os efeitos dessa droga também possam ser independente da modulação de AMPK. Dessa maneira, propõe-se a avaliar a ação do medicamento sobre o mecanismo de morte celular induzido em células de tumor hepático humano da linhagem HepG2, bem como avaliar os efeitos do tratamento com metformina na capacidade metastática e indutora de angiogênese de HepG2. Tais vias são inerentes aos diferentes tipos de câncer, de forma que o estudo da interferência sobre seus processos pode ser futuramente utilizado para outras neoplasias além do modelo biológico adotado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)