Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da melatonina no desenvolvimento e na criopreservação de embriões partenogenéticos suínos produzidos in vitro

Processo: 12/06180-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Cláudia Lima Verde Leal
Beneficiário:Maria Helena Coelho Cruz
Instituição Sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Melatonina   Maturação in vitro   Criopreservação animal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Criopreservação | embriões partenogenéticos | maturação in vitro | melatonina | Biotecnologia de Reprodução

Resumo

A produção in vitro de embriões (PIVE) em suínos apresenta algumas limitações devido à alta vulnerabilidade aos radicais livres e ao estresse oxidativo, proporcionado pelos seus níveis significativamente elevados de lipídios. A melatonina é uma substância com propriedades antioxidantes e anti-apoptóticas que tem sido apontada como alternativa para melhoria dos índices de PIVE na espécie suína. O objetivo deste estudo será avaliar o efeito da melatonina utilizada na maturação in vitro de oócitos suínos sobre o desenvolvimento e a criopreservação de embriões partenogenéticos produzidos in vitro. Serão realizados quatro experimentos utilizando TCM199 como meio básico de maturação. No primeiro experimento, os oócitos serão submetidos à maturação em meio contendo três concentrações de melatonina: sem adição de melatonina (T0), 10-6 M de melatonina (T6) e 10-9 M de melatonina (T9) e, posteriormente, avaliados quanto à progressão meiótica e distribuição dos GC em três tempos de maturação (36, 40 e 44 h). No segundo experimento, os oócitos maturados e suas respectivas células do cumulus serão avaliados quanto à expressão dos genes das enzimas antioxidantes catalase, Cu,Zn-SOD, Mn-SOD e GPx. No terceiro experimento, os embriões partenogenéticos obtidos de oócitos maturados nas condições definidas nos experimentos 1 e 2 serão avaliados quanto ao efeito da melatonina na MIV sobre a produção de embriões. Os embriões serão avaliados quanto à qualidade embrionária, considerando a fragmentação do DNA e o número total de células, e também quanto à expressão de genes pró- e anti-apoptóticos (Bax e Bcl2). No quarto experimento, os embriões partenogenéticos criopreservados/descongelados serão avaliados quanto à taxa de re-expansão, eclosão e apoptose, a fim de determinar a sobrevivência embrionária. Na análise estatística das diferenças entre as taxas de oócitos maturados, clivagem e de blastocistos será utilizado o teste de Qui-quadrado. Para as diferenças na expressão dos genes será utilizado o teste t de Student. O número total de células TUNEL positivas será comparado pelo teste de Tukey. Os dados serão submetidos à análise de variância, utilizando o procedimento "GLM" do SAS (2003), com o nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CRUZ, Maria Helena Coelho. Efeito da melatonina sobre a viabilidade e expressão gênica de oócitos suínos e células do cumulus maturados in vitro. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Zootecnica e Engenharia de Alimentos (FZE/BT) Pirassununga.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.