Busca avançada
Ano de início
Entree

Complicações cardiorespiratórias e indicação de monitorização em Unidade de Terapia Intensiva após adenotonsilectomia em crianças com Distúrbios Respiratórios Obstrutivos

Processo: 12/09724-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Silke Anna Theresa Weber
Beneficiário:Fábio Henrique de Oliveira Ribeiro
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Otorrinolaringologia   Apneia obstrutiva do sono   Crianças   Unidades de terapia intensiva   Análise descritiva de perfil livre   Estudos retrospectivos   Estudo observacional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Adenotonsilectomia | Complicações Cardiorespiratórias | crianças | monitorização | unidade de terapia intensiva | Otorrinolaringologia

Resumo

Objetivo: identificar a incidência de complicações respiratórias e os seus principais fatores de risco no período pós-operatório imediato nos pacientes portadores de Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS) com hipertrofia Adenoideana, Tonsilar ou Adenotonsilar em crianças de 2 a 12 anos atendidas pela equipe de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) da Universidade Estadual Paulista (UNESP). Métodos: trata-se de estudo descritivo, retrospectivo, e de caráter observacional. Será feito um levantamento das fichas/prontuários de crianças que realizaram procedimento cirúrgico de retirada das tonsilas faríngeas, palatinas ou faríngeo-palatinas no período de janeiro de 2006 a dezembro de 2011 com diagnóstico de DRO afim de obter uma história focalizada na queixa principal. Serão obtidos dados demográficos (idade, gênero, IMC), clínicos (tipo de indicação cirúrgica, comorbidades - Asma, Obesidade, Neuropatia, Cardiopatia, Pneumopata, Síndromes genéticas e Nefropatia) e resultados de polissonográficos quando realizados (IAC, IAO, IH e IDO) prévios à cirurgia, além do acompanhamento clínico e da observação das complicações pós-operatórias desenvolvidas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica e/ou sala de recuperação anestésica. Critérios de inclusão: crianças, com idade entre 2 a 12 anos, submetidas a cirurgia das tonsilas por Distúrbio Respiratório Obstrutivo pela equipe de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista, de janeiro 2006 até dezembro de 2011 e encaminhadas para a monitorização em UTI pediátrica no pós-operatório imediato.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)