Busca avançada
Ano de início
Entree

Treinamento físico de camundongos machos (F0) e repercussões epigenéticas sobre os mecanismos moleculares e funcionais da secreção de insulina da prole (F1) submetidas à dieta hiperlipídica

Processo: 11/23605-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Everardo Magalhães Carneiro
Beneficiário:José Maria Costa Júnior
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/11369-8 - Paternal exercise modulates offspring glucose homeostasis: the role of DNA methylation, BE.EP.DR
Assunto(s):Diabetes mellitus   Exercício físico   Treinamento aeróbio   Obesidade   Epigênese genética   Secreção de insulina

Resumo

Estima-se que o número de diabéticos na América do Sul e Central aumente 102% entre os anos 2007 e 2025. As complicações associadas a essa doença provocam morbidades, reduzem a expectativa de vida e provocam gastos enormes com saúde. Existem fortes evidências de que fatores de risco modificáveis como obesidade e sedentarismo são os principais determinantes não-genéticos do diabetes, e número crescente de estudos tem indicado que alterações em mecanismos epigenéticos podem estar associadas ao desenvolvimento dessa doença. Enquanto os efeitos da nutrição materna são bem estabelecidos, recentemente tem sido demonstrado um importante papel biológico do pai com relação à obesidade e programação metabólica dos filhos. Na idade adulta, ratas cujos pais foram alimentados com dieta hiperlipídica eram intolerantes a glicose, tinham secreção de insulina reduzida e alteração na expressão de mais de 600 genes nas ilhotas pancreáticas. Por outro lado, apesar dos efeitos benéficos da prática regular de exercício serem reconhecidos, pouco se sabe a respeito das repercussões dessa prática nas gerações seguintes. Dessa forma, o objetivo desse projeto é analisar os efeitos do exercício físico crônico (8 semanas de natação, 1 h/dia, 5 dias/semana) realizado por camundongos (progenitores-machos F0) sobre os mecanismos moleculares e funcionais das vias metabólicas de controle do processo de secreção de insulina por ilhotas pancreáticas isoladas das crias (F1) alimentadas com dieta controle ou hiperlipídica por 12 semanas, e o possível envolvimento de alterações epigenéticas na modulação desses parâmetros nas céulas ² tanto pela dieta hiperlipídica quanto pelo exercício. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
JÚNIOR, José Maria Costa. Treinamento físico de camundongos machos (Fº) e repercussões epigenéticas sobre os mecanismos moleculares e funcionais da ação e secreção de insulina da prole. 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.