Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos telômero em células da granulosa e perfil proteômico de fluido folicular de pacientes submetidas a fertilização in vitro

Processo: 11/23975-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Ismael Dale Cotrim Guerreiro da Silva
Beneficiário:Tatiana Carvalho de Souza Bonetti
Supervisor no Exterior: Celso Silva
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of South Florida (USF), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:10/51877-1 - Perfil proteomico de fluido folicular, celulas da granulosa e meio de cultivo embrionario de pacientes submetidas a ciclos de fertilizacao in vitro: identificacao de fatores envolvidos na qualidade oocitaria.., BP.PD
Assunto(s):Biologia reprodutiva   Fertilização in vitro   Proteômica   Telômero   Oócitos

Resumo

O efeito da idade na fertilidade é um fato já bem esclarecido, com evidências diretas de um declínio no desempenho ovariano de acordo com o aumento da idade materna. Entretanto, os mecanismos pelos quais o aumento da idade interfere com a qualidade oocitária ainda não estão completamente elucidados. A segregação cromossômica anormal é uma potencial explicação, mas a biologia dos telômeros também tem sido explorada com um determinante para o envelhecimento biológico. A cada divisão celular acontece o encurtamento dos telômeros, mas esta perda é compensada pela ativação da telomerase, uma enzima que sintetiza as repetições teloméricas nas extremidades dos cromossomos. Os telômeros também estão envolvidos no silenciamento reversível de genes próximos a região telomérica, chamado de efeito do posicionamento dos telômeros (telomere position effect - TPE), que pode promover modificações na biologia da célula. Oogênese e foliculogênese são processos fisiológicos intrinsicamente dependentes. O folículo sustenta o desenvolvimento oocitário, e a complexa mistura de proteínas e outros fatores presentes no fluido folicular impactam no subsequente potencial de desenvolvimento do oócito. Assim, fatores presentes no fluido folicular e células da granulosa estão diretamente relacionados ao complexo cumulus-oócito em desenvolvimento. Oócitos não possuem atividade da telomerase, e estudo anteriores demonstraram que o comprimento dos telômeros em oócitos não fertilizados está relacionado com a qualidade embrionária e chance de gestação. Telômeros encurtados e falta de atividade da telomerase em células da granulosa estão associados à insuficiência ovariana. Assim, dada a função dos telômeros em controlar a expressão gênica de genes sub-telomericos (TPE), espera-se que a perda telomérica em um destes compartimentos irá resultar em expressão gênica e proteica diferenciadas. Neste estudo, propusemos avaliar a relação entre comprimento dos telômeros e atividade da telomerase em células da granulosa, como perfil de proteínas no fluido folicular de pacientes submetidas a fertilização in vitro (FIV). Nossa hipótese é que a perda telomérica pode levar a um perfil proteico diferencial que pode ser prejudicial ao adequado desenvolvimento oocitário e subsequente competência de desenvolvimento embrionário, o que resulta em menores taxas de sucesso em FIV. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)