Busca avançada
Ano de início
Entree

Remoção de matéria orgânica e de nitrogênio de esgoto sanitário em sistema composto por reator anaeróbio/anóxico interligado a reator nitrificante

Processo: 12/07375-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Eugenio Foresti
Beneficiário:Dagoberto Yukio Okada
Instituição Sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/15984-0 - Produção de bioenergia no tratamento de águas residuárias e adequação ambiental dos efluentes e resíduos gerados, AP.TEM
Assunto(s):Metano   Anammox
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:anammox | Desnitrificação autotrófica | Desnitrificação heterotrófica | Metano | Sulfeto | Processos Anaeróbios de Tratamento de Resíduos

Resumo

A remoção convencional de compostos de nitrogênio envolve reações de nitrificação auto-trófica e de desnitrificação heterotrófica (usando material orgânico como doador de eletrons). Quando o tratamento de água residuária envolve pré-tratamento anaeróbio, aumentam-se os custos devido à necessidade de doadores orgânicos. A desnitrificação autotrófica usando sul-feto, associada à desnitrificação heterotrófica com uso da matéria orgânica remanescente do reator anaeróbio, é uma alternativa capaz de reduzir esses gastos, uma vez que pode usar os compostos reduzidos gerados pelo tratamento anaeróbio. O objetivo deste projeto é avaliar a ocorrência simultânea dos processos de desnitrificação autotrófica e heterotrófica em reator anóxico. Neste projeto, será usado sistema em escala piloto, composto de dois reatores: um anaeróbio-anóxico e outro aeróbio. Esse sistema será mantido em temperatura ambiente e será alimentado com esgoto sanitário. Esgoto sanitário passará por câmara anaeróbia; em seguida, será misturado com efluente nitrificado e passará por câmara anóxica; o efluente dessa câmara será nitrificado em reator aeróbio; parte desse efluente será retornada à câmara anóxica e o restante corresponderá ao efluente final. O fluxo será ascendente no reator anaeróbio-anóxico e descendente no reator aeróbio. Será adotado TDH de 8 h na câmara anaeróbia, de 4-8 h na câmara anóxica, e em torno de 5 h na câmara de nitrificação. Uma fração do efluente nitri-ficado será bombeada para a base da câmara anóxica, em que deverá ocorrer a desnitrificação. Durante a realização do experimento, serão feitos ajustes nas condições operacionais visando aumentar a eficiência do sistema, como modificações no TDH das câmaras anóxica e nitrificante, e variação da parcela de efluente nitrificado bombeada à câmara anóxica.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OKADA, DAGOBERTO Y.; COSTA, RACHEL B.; GARCIA, CAROLINE DE CASSIA B.; POZZI, ELOISA; SOUZA, THEO S. O.; FORESTI, EUGENIO. Anoxic Microbial Community Robustness Under Variation of Hydraulic Retention Time and Availability of Endogenous Electron Donors. Applied Biochemistry and Biotechnology, v. 192, n. 2, . (12/07375-7, 09/15984-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.