Busca avançada
Ano de início
Entree

Imigração brasileira para o Reino Unido: o trabalho das mulheres em Londres e os processos de identificação/diferenciação social

Processo: 12/04347-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Jose Gilberto de Souza
Beneficiário:Ana Paula Archanjo Batarce
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/22211-3 - Imigração brasileira para o Reino Unido: o trabalho das mulheres em Londres e os processos de identificação/diferenciação social, BE.EP.DR
Assunto(s):Imigração brasileira   Londres   Trabalho feminino   Identidade cultural

Resumo

O projeto de pesquisa resulta de reflexões relacionadas aos processos sociais ocorridos pelos movimentos migratórios que constroem trajetórias de identificação/diferenciação dos sujeitos em uma nova espacialidade. Estes movimentos, contraditórios, são pautados no paradoxo globalização/ regionalização, por isso a diáspora se materializa a partir dos sujeitos que participam deste dinamismo e estão condicionados às restrições, contenções e controles dos deslocamentos, mas que, entretanto, desenvolvem alternativas e resistências que podem abarcar tanto relações locais como globais. A análise ganha uma particularidade ao ter como foco a mulher, na medida em que esses movimentos e condicionantes vinculam-se a questão de gênero ao estabelecer como referência que a migração feminina, na condição de esposa do migrante trabalhador, reúne elementos diferenciados de inserção e relações sociais nesta nova espacialidade. Considera-se que os canais de sociabilidade do esposo (trabalhador migrante) estão espacialmente e mais amplamente definidos e os da mulher a priori, condicionados ao ambiente doméstico e tendencialmente dependente das relações interpessoais do esposo. Nesta perspectiva resulta compreender como a mulher imigrante consegue se estabelecer num país que culturalmente é diferente, e quais as aproximações e distanciamentos entre o trabalho feminino (doméstico e externo) e os processos de identificação e diferenciação social. Entende-se que o aprofundamento das questões relacionadas a imigração de brasileiras no Reino Unido sob a perspectiva do Trabalho e da Identidade, pode contribuir: a) no plano empírico, no entendimento das dinâmicas de migração e inserção social, e, b) no plano teórico-metodológico como os condicionantes espaciais definem processos de identificação e diferenciação social da mulher migrante. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BATARCE, Ana Paula Archanjo. Imigração brasileira para o Reino Unido: o trabalho das mulheres em Londres e os processos de identificação/diferenciação. 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Rio Claro Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.