Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do nível de atividade física, qualidade de vida e fatores de risco cardiovasculares em atendentes de caixa de supermercado

Processo: 12/05554-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Andrey Jorge Serra
Beneficiário:Renan Nunes Torres
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vila Maria. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia   Atividade física   Qualidade de vida   Supermercados   Fatores de risco para doença cardiovascular

Resumo

O fato de grande parte do tempo de vida em vigília ser despendida com atividades profissionais justifica a necessidade de avaliação dos determinantes de qualidade de vida e estado de saúde em indivíduos com funções trabalhistas distintas. A necessidade pode ser ainda mais evidente quando atividades profissionais sumariamente hipocinéticas são consideradas. Infelizmente, os poucos estudos disponíveis apresentam certas limitações e resultados inconclusivos. Assim, enquanto há investigações que apontam efeito depreciativo do tipo de função no trabalho sobre o nível de atividade física, a qualidade de vida e fatores de risco cardiovasculares, outros estudos não descrevem qualquer associação. Não obstante, a atividade ocupacional da população estudada não tem sido claramente definida. Nesta proposta, a investigação será conduzida em operadores de caixa de supermercado. O fato de permanecerem prioritariamente hipocinéticos nos turnos de trabalho fomenta a hipótese que esta condição contribua para reduzir o nível de atividade física e a qualidade de vida e aumentar o risco cardiovascular. Em raras investigações nesta população, o escopo primordial foi determinar as implicações ergonômicas e osteomusculares associadas ao ofício. Em linha com nossa hipótese, o único estudo disponível demonstrou que os operadores apresentaram dores na realização das atividades de trabalho, realizavam atividades físicas fora do período de trabalho e consideraram a qualidade de vida adequada. Para nosso interesse, dois objetivos precípuos foram estabelecidos: (1) Avaliar o nível de atividade física, qualidade de vida e fatores de risco cardiovasculares; (2) Determinar a associação de diferentes níveis de atividade física com escores de qualidade de vida e fatores de risco cardiovasculares.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)