Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação humano-animal na produção de suínos

Processo: 11/22038-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia
Pesquisador responsável:Evaldo Antonio Lencioni Titto
Beneficiário:Roberta Sommavilla
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/19974-2 - Influência do jejum pré-abate realizado na fazenda ou na baia de espera pré-abate sobre a resposta comportamental e as variações de carcaça e de qualidade da carne em suínos, BE.EP.DR
Assunto(s):Etologia   Suínos   Estresse em animal   Interação homem-animal   Bem-estar do animal

Resumo

O projeto tem como objetivo comparar os comportamentos indicativos de estresse e a qualidade da carne em leitões criados no sistema intensivo confinado, de acordo com a qualidade dos tratamentos recebidos. Para isso, serão utilizados 192 leitões divididos em três grupos que receberão tratamentos distintos: 1) Tratamento Aversivo (TA): a pessoa responsável pelo tratamento vai se dirigir aos leitões de forma rude, utilizando tom de voz agressivo e fazendo ameaças posturais; 2) Tratamento Racional (TR): a pessoa responsável pelo tratamento será cuidadosa ao se movimentar e usará tom de voz suave; 3) Tratamento Misto: os animais serão tratados de acordo com TA durante as fases de maternidade e creche e serão tratados de acordo com TR durante as fases de crescimento e terminação. O desmame será realizado aos 28 dias de vida e os leitões serão submetidos a testes para aferir medo nos animais e se eles conseguem reconhecer seu tratador habitual. A cada mudança de fase de criação serão feitas observações do padrão comportamental realizado pelos animais, em instantâneos de 3 min. Após o abate será realizada uma análise da qualidade da carne com relação ao seu pH, temperatura, coloração, perda de água por cocção, perda de água por exsudação e quantidade de carne magra. Variáveis como cortisol, lactato, creatina-fosfoquinase, lesões de carcaça no pré-abate, ganho de peso, consumo de água e ração também serão aferidas. O delineamento experimental será inteiramente casualizado e para a análise dos dados será utilizado o procedimento GLM do programa estatístico SAS. Espera-se encontrar um efeito negativo sobre a qualidade da carne e aumento dos comportamentos indicativos de estresse em leitões tratados de forma aversiva. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)