Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da aplicação de solução de EDC sobre a degradação da união resina-dentina

Processo: 11/20702-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Josimeri Hebling Costa
Beneficiário:Claudia Cristina Delgado
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Odontopediatria   Materiais dentários   Resistência à tração   Dentina   Colágeno   Enzimas hidrolíticas   Ensaios mecânicos   Ácido fosfórico   Etildimetilaminopropil carbodiimida
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:colageno | dentina | Etildimetilaminopropil carbodiimida | Ligações-cruzadas | Resistência à Tração | Odontopediatria

Resumo

A despeito da evolução na química dos sistemas adesivos, os disponíveis comercialmente ainda resultam em interfaces susceptíveis a degradação hidrolítica e enzimática. Um dos fatores a ser superado é a discrepância que ocorre entre a profundidade de desmineralização da dentina pelo condicionador ácido e a capacidade de infiltração desta zona pelos componentes monoméricos do sistema adesivo. Como consequência deste fenômeno, tem sido demonstrado que fibrilas de colágeno são mantidas desprovidas de proteção, seja ela mineral ou polimérica, na base da camada híbrida, as quais são propensas aos processos de degradação. Uma das frentes de investigação tem trabalhado no sentido de tornar essas fibrilas menos susceptíveis a degradação hidrolítica ou aquela mediada por enzimas endógenas (MMPs) por meio do aumento do número de ligações cruzadas entre as fibrilas de colágeno. Desta forma, o objetivo do presente estudo será investigar o efeito da aplicação de EDC sobre a resistência de união em longo prazo de um sistema adesivo simplificado à dentina. Superfícies planas de dentina serão obtidas de terceiros molares hígidos (n=72). A dentina será condicionada com ácido fosfórico e tratada por 30 (n=24) ou 60 s (n=24) com solução de EDC (Carbodiimida) ou receberá apenas a aplicação de água deionizada (n=24). Após o tratamento, o sistema adesivo Single Bond 2 será aplicado e as coroas reconstruídas em resina composta. Serão obtidos espécimes com área transversal de seção de 0,81 mm2, os quais serão submetidos ao ensaio mecânico de microtração 24 h após ou armazenados em saliva artificial ou óleo mineral por 6 m previamente a determinação da resistência de união. Os testes estatísticos serão definidos após análise dos respectivos dados quanto à aderência a curva normal e homocedasticidade, considerando-se o nível de 5% de significância para a inferência estatística.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)