Busca avançada
Ano de início
Entree

Quelantes para redução de reservatórios plasmáticos ou celulares de ferro lábil

Processo: 12/04875-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Breno Pannia Esposito
Beneficiário:Frederico Andreotti Schleh
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Química bioinorgânica   Talassemia   Receptores da transferrina   Mediadores plasmáticos   Isatina   Ferro   Fluorescência

Resumo

A sobrecarga de ferro pode induzir uma grande variedade de danos a tecidos, principalmente pelo estabelecimento de reservatórios de ferro lábil plasmático (LPI), que incluem as formas redox-ativas desse metal no organismo. Ligantes ideais para a terapia de quelação de ferro devem ser capazes de penetrar nos tecidos onde o metal está acumulado, coordená-lo em formas estáveis e redox-inativas, removê-lo das células e transferi-lo na corrente circulatória para a transferrina ou outros sideróforos. Neste projeto, objetiva-se o estudo de ligantes derivados de isatina-bases de Schiff, além do fitato, a fim de verificar suas capacidades de remoção de LPI em amostras colhidas de pacientes com talassemia, hemocromatose ou transplantados de medula óssea. Em seguida, suas afinidades relativas pelo ferro serão verificadas em meio fisiológico com as sondas calceína e transferi-a fluorescente, para finalmente verificar suas capacidades de remoção de reservatórios de ferro lábil intracelulares.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)