Busca avançada
Ano de início
Entree

Ensino do banho a adultos com deficiência intelectual utilizando software educativo: a tecnologia a serviço da educação especial

Processo: 12/03473-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Maria Amélia Almeida
Beneficiário:Bianca Campos Carlos dos Santos
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Pessoas com deficiência   Educação especial

Resumo

O ensino e a capacitação de pessoas com necessidades educacionais especiais (NEE) para as Atividades de Vida Diária (AVDs) requer treino de habilidades ainda não adquiridas pelo indivíduo, uma vez que as mesmas estão sendo efetuadas por um mediador. Sendo assim, para que tal treino seja implantado de maneira efetiva é necessário que se utilize recursos e materiais práticos e plausíveis, de acordo com as características específicas de cada indivíduo. Portanto, este estudo objetiva o ensino das práticas de banho a adultos com deficiência intelectual, através de um software educativo, visando à melhoria no desempenho funcional das AVDs, de maneira a expandir o favorecimento e manutenção da autonomia e independência, além de contribuir para o desenvolvimento do auto cuidado e higiene pessoal dos participantes. Para tal, a intervenção conta com o Software Educacional "Como é bom...", que consiste em uma plataforma de interação entre sons e imagens dos recursos utilizados durante o banho, que ilustra de maneira prática e dinâmica estas etapas com base na análise do comportamento. Para a coleta de dados será utilizado o procedimento observacional baseado em uma Escala de Registro durante o treino e a execução dos comandos da atividade do banho. A análise dos dados será feita de forma quantitativa e qualitativa considerando os aspectos influentes do desenvolvimento das habilidades dos alunos de forma funcional, assim como a aplicabilidade do software utilizado para o treino e ensino de práticas de banho aos participantes. Sendo assim, espera-se que a partir das especificidades de cada participante, o treino de banho possa ser implantado através de um software desenvolvendo habilidades ainda não adquiridas pelos indivíduos participantes, oportunizando-os maior autonomia e independência.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)