Busca avançada
Ano de início
Entree

Jogos de aparências: beleza e fealdade em Fortaleza nas primeiras décadas do Século XX

Processo: 12/01647-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Denise Bernuzzi de Sant'Anna
Beneficiário:Luciana Andrade de Almeida
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Sociais. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/15013-0 - Jogos de aparências: beleza e fealdade em Fortaleza nas primeiras décadas do Século XX (1900-1960), BE.EP.DR
Assunto(s):Belo   Corpo   Aparência física   Fortaleza (CE)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:História do Corpo | História do Corpo

Resumo

Este projeto tem como objetivo compreender de que forma as noções de beleza e feiúra foram cultural e socialmente produzidas, (re)definindo os corpos em sua dimensão material e simbólica. Também pretende investigar como Fortaleza se inseria em um circuito de práticas, valores e produtos ligados à estética corporal no início do século XX. Pretende historicizar a construção social dos padrões estéticos socialmente aceitos e/ou rejeitados, observando também as tensões entre experiências e horizontes de expectativa relacionados aos cuidados do corpo e ao que era entendido como beleza e fealdade.Estudar a história da beleza, da feiúra e do corpo ou, melhor dizendo, fragmentos dela, ganha relevância não somente por acionar importantes questões referentes aos mais variados aspectos da vida urbana, aos movimentos da invenção do cotidiano - em especial aqueles que dizem respeito aos sentidos, às sociabilidades, aos produtos e estabelecimentos ligados ao universo da beleza. Para além disso, o estudo dos corpos que focaliza a beleza e a feiúra aqui proposto pretende contribuir para a compreensão das invenções das aparências, bem como historicizar práticas e ritos relacionados ao bem-estar corporal e aos cuidados de si (evidenciados em produtos de beleza e produtos de higiene em especial, podendo ser expandidos para vestuário e remédios). Reconhecemos o corpo como variável historicamente - e também são variáveis os sentidos a ele conferidos.A escolha do tema parte do interesse por Fortaleza, suas especificidades e complexidades, articulando a cidade com panoramas mais amplos de múltiplas relações e circulações de produtos, práticas e outros elementos. O recorte temporal focaliza o início do século XX, quando se assistiu ao fortalecimento do cosmopolitismo na cidade e a disseminação de novos padrões de beleza - e, por conseguinte, de fealdade - concomitantemente à expansão do mercado de produtos de embelezamento, recebidos, consumidos e apropriados de diversas formas. A priori, o período a ser analisado deve-se estender até o final dos anos 1950, já que, dos anos 1960 em diante, com os movimentos de contra-cultura e os feminismos, tudo muda: um novo estatuto do corpo se afirma, experimentava-se um outro olhar sobre o corpo, especialmente o das mulheres, com novos sentidos para as práticas de embelezamento, novas tecnologias etc. Em relação às fontes, serão utilizados periódicos de ampla circulação na cidade de Fortaleza, entre jornais e revistas, para desenvolver as reflexões sobre o tema. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)