Busca avançada
Ano de início
Entree

Ocorrência e aspectos morfométricos da raia treme-treme Narcine brasiliensis (Elasmobranchii: Narcinidae) no litoral do Estado de São Paulo, Brasil

Processo: 12/00986-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Teodoro Vaske Junior
Beneficiário:Fernanda Andreoli Rolim
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Morfometria   Elasmobrânquios

Resumo

Raias da espécie Narcine brasiliensis são de pequeno a médio porte, podendo atingir até 49 centímetros de comprimento total. Possuem comportamento noturno e se enterram no substrato para proteção contra predadores e maior eficiência na alimentação, composta por pequenos crustáceos. São frequentemente encontradas em certas regiões de substrato lodoso localizadas entre o sudeste do Brasil e norte da Argentina, entretanto, há poucos estudos em relação a seu ciclo de vida, além de aspectos de sua distribuição e abundância. O presente estudo tem como objetivo analisar a ocorrência e a proporção de captura dessas raias como fauna acompanhante na pesca industrial e artesanal do litoral centro-sul de São Paulo e determinar os parâmetros morfométricos da espécie para a região sudeste. Para tal, serão tomadas 46 medidas morfométricas corporais, relacionando-as com o comprimento total e a largura do disco. Testes estatísticos serão utilizados para analisar se há diferença significativa entre jovens e adultos, e machos e fêmeas. Os locais de ocorrência serão obtidos dos pontos de captura oriundos da pesca para se determinar as áreas de maior concentração.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)