Busca avançada
Ano de início
Entree

Conforto térmico em espaços abertos em campus universitário: estudo de caso em áreas de estacionamento

Processo: 11/21750-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Maria Solange Gurgel de Castro Fontes
Beneficiário:Camila Naomi Takamune
Instituição Sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Microclima   Conforto térmico   Estacionamentos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:áreas de estacionamento | Conforto Térmico Urbano | espaços abertos | microclimas urbanos | Pet | Conforto térmico urbano

Resumo

Esta pesquisa visa contribuir para um trabalho mais amplo sobre o conforto térmico em espaços abertos do Campus Universitário da UNESP (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) em Bauru-SP, que objetiva analisar a qualidade térmica dos espaços de permanência, passagem e áreas de estacionamentos, buscando criar subsídios de intervenção comprometidos com a eficiência energética do campus. A pesquisa visa seguir a mesma metodologia aplicada em pesquisas realizadas em Bauru, sobre avaliação dos microclimas e das condições de conforto térmico de espaços públicos abertos, ao propor a análise de um espaço diferenciado: um campus universitário. Para isso, serão monitoradas as condições microclimáticas (temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade do ar e radiação solar), em diferentes condições de tempo, e calculada as condições de conforto térmico em três áreas de estacionamento com diferentes tipologias (completamente arborizada, pouco arborizada e sem arborização). Os dados levantados em campo permitirão analisar comparativamente as variações microclimáticas e as condições de conforto térmico calculado, através do índice PET (Temperatura Fisiológica Equivalente), utilizando o software RayMan (MATZARAKIS et. al., 2000), além de servir de parâmetro de comparação com estudos similares realizados em outros espaços abertos, de passagem e de permanência, dentro do campus.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)