Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação histomorfométrica e de expressão gênica de compósitos à base de celulose bacteriana com peptídeo regulatório de fator de crescimento na regeneração óssea

Processo: 11/16895-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Raquel Mantuaneli Scarel Caminaga
Beneficiário:Suzane Cristina Pigossi
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Regeneração óssea   Peptídeos e proteínas de sinalização intercelular
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Materiais biocompatíveis | peptídeos e proteínas de sinalização intercelular | regeneração óssea | Periodontia

Resumo

Nos últimos anos a biotecnologia tem avançado muito no desenvolvimento de biomateriais como membranas reabsorvíveis ou não reabsorvíveis para regeneração de lesões cutâneas ou ósseas. No entanto, o ideal é desenvolver materiais que também induzam a osteogênese, sejam biocompatíveis, de fácil obtenção no mercado e de baixo custo. O Instituto de Química (IQ) da UNESP, Campus Araraquara - IQ/UNESP desenvolveu a partir de celulose bacteriana (CB) compósitos para regeneração óssea com hidroxiapatita (HA). Há alguns anos foi estabelecida uma importante parceria entre docentes do IQ e da Faculdade de Odontologia de Araraquara (FOAr-UNESP). Além da completa caracterização química dos compósitos mencionados, foram obtidos resultados muito promissores da avaliação bioquímica e histológica destes quando utilizados para regeneração óssea após defeito não-crítico em fêmur de ratos. Um dos biomateriais com melhor efeito osteogênico foi o compósito CB-HA com pentapeptídeo OGP [10-14] adsorvido. Neste estudo pretende-se avaliar o potencial de biomateriais à base de CB na regeneração óssea após defeito crítico de calvária de camundongos. Serão utilizados 105 animais para avaliação da membrana CB (grupo I) e do compósito CB-HA OGP [10-14] (grupo II), comparando-se ao coágulo (grupo III), utilizando-se os métodos de histomorfometria e análise de expressão gênica. Os resultados serão submetidos à análise estatística paramétrica ou não-paramétrica, dependendo da aderência dos dados à curva de normalidade. Todos os testes serão realizados ao nível de significância de 5% utilizando os programas SAS e BioEstat v.5.0. Com este estudo espera-se conhecer qual biomaterial tem melhor comportamento na regeneração óssea, e a participação da expressão gênica nesse processo. A expansão do conhecimento dos potenciais biológicos dos biomateriais desenvolvidos no IQ contribuirá para sua futura utilização na indústria de dispositivos médicos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PIGOSSI, Suzane Cristina. Avaliação de compósitos á base de celulose bacteriana-hidroxiapatita com peptídeo osteogênico para reparação óssea. 2014. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Odontologia. Araraquara Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.