Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da correlação entre a composição corporal, força muscular e a atividade física espontânea em idosos

Processo: 11/16444-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Eduardo Ferriolli
Beneficiário:Juliana Cristina Lemos de Souza Marchesi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas   Geriatria   Idosos   Isótopos estáveis   Metabolismo energético

Resumo

Estima-se que em 2020 o Brasil será o sexto país do mundo em número de idosos, possivelmente superior a 30 milhões de pessoas. O envelhecimento envolve modificações no estado nutricional e fisiológico. O sedentarismo tem demonstrado ser um importante fator de risco para doenças crônicas, incapacidade e fragilidade e sua associação com a obesidade é bem estabelecida, porém trabalhos recentes do grupo de Geriatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, empregando técnicas de monitoração da atividade física espontânea (dados ainda não publicados) sugerem que o padrão de acúmulo de gordura e sua relação com a massa magra podem estar, em idosos, relacionados com o padrão de acúmulo das horas de repouso, no dia, em relação à atividade física e sua intensidade. Desta forma, o presente estudo visa avaliar a correlação entre a composição corporal e a atividade física espontânea em idosos. Os participantes serão selecionados entre os frequentadores dos ambulatórios e enfermaria de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e entre os participantes de dois projetos já em andamento. Serão avaliados: ingestão alimentar, composição corporal (pelos análises de água deuterada, impedância bioelétrica e DEXA-dual energy x-ray absorptiometry ou radioabsorciometria de feixes duplos), medidas antropométricas, atividade física habitual, força e potência muscular. Todos os dados serão submetidos à estatística descritiva. Também será realizado o teste t pareado para verificação da diferença entre os grupos estudados, calculo do coeficiente de correlação de Pearson e regressão linear múltipla.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)