Busca avançada
Ano de início
Entree

Etnoecologia: percepção e resiliência sobre o uso dos recursos pesqueiros e tecnologias de pesca em Paraty, RJ.

Processo: 11/15629-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Alpina Begossi
Beneficiário:Fernanda Pereira de Mesquita
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade Santa Cecília (UNISANTA). Santos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/11154-3 - Ecologia da pesca artesanal em Paraty: forrageio ótimo e etnoecologia, AP.TEM
Assunto(s):Sustentabilidade   Resiliência psicológica   Etnoecologia   Ecologia humana   Pesca artesanal

Resumo

O conceito de desenvolvimento sustentável, embora bastante difundido no cenário mundial, não apresenta o mesmo sucesso no que se refere ao seu desdobramento em ações práticas, havendo, na maioria das vezes, grande distanciamento dos tomadores de decisões em relação àqueles que dependem diretamente dos recursos naturais e, que, detém conhecimento aprofundado destes. Manejar recursos naturais, objetivando a continuidade e sustentabilidade destes, passa pela necessidade da inserção e valorização do conhecimento de comunidades tradicionais, as quais estão, muitas vezes, relacionadas à qualidade do ambiente em que estão inseridas e à alta biodiversidade destes. A pesca artesanal, atividade de grande importância social e econômica no Brasil, vem enfrentando diferentes pressões à sua continuidade, como a pesca industrial, a especulação imobiliária, que gera um afastamento em relação ao local de origem dos pescadores, e as restrições impostas por órgãos governamentais. Dentro desse contexto, o manejo participativo da pesca artesanal pode contribuir tanto para a manutenção dos estoques pesqueiros quanto para a manutenção da própria atividade. Embora a potencial sustentabilidade das práticas de pesca artesanal possa ser questionada, estas são, comparativamente, menos agressivas que as de escala industrial. O fato das comunidades costeiras estarem em áreas inerentemente diversas, permitindo que vários nichos sociais e econômicos possam ocorrer, contribui para medidas de manejo que explorem aspectos da resiliência local. Assim, o objetivo do presente trabalho é avaliar os impactos das artes de pesca utilizadas na comunidade da Praia Grande em Paraty, confrontando-as com indicadores de resiliência, de modo a ampliar a base de conhecimento necessária para o uso racional dos recursos naturais.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)