Busca avançada
Ano de início
Entree

Escrita de crianças em situação de avaliação: um estudo de práticas escolares de mobilização cultural

Processo: 11/14119-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Norma Sandra de Almeida Ferreira
Beneficiário:Mariana Bortolazzo
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Educação escolar básica   Escrita   Avaliação da linguagem

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como objetivo principal contribuir para a compreensão dos processos de escrita de crianças em séries finais de alfabetização, por meio da busca de práticas de escrita presentes nas respostas às questões de Língua Portuguesa da "Prova Campinas 2008", aplicada a quase 4.000 alunos da rede municipal de ensino. A "Prova Campinas", uma avaliação externa de desempenho, se diferencia das inúmeras e atuais avaliações externas elaboradas e aplicadas em âmbito internacional, nacional, estadual e municipal, já que não prevê o ranqueamento de escolas da mesma rede ou alunos da mesma escola além de seu processo de elaboração, aplicação e correção da avaliação ter sido realizado por meio de uma parceria entre a rede escolar e a universidade (assessoria da UNICAMP). A prova em questão, situa-se no contexto de colaborar para o desenvolvimento das políticas públicas, mas busca se colocar em direção distinta. É uma tentativa de deslocamento do eixo da avaliação prioritariamente centrado em conteúdos e competências para um outro centrado nas práticas escolares, como mobilizadoras culturalmente de conceitos, habilidades, valores, conteúdos, por parte tanto dos alunos quanto dos professores. Como questões centrais que norteiam as investigações, destacamos: sobre o que as crianças escrevem? Que recursos de interlocução com o seu leitor, eles lançam mão? Quais recursos lingüísticos, textuais, discursivos utilizam para expressar suas ideias e se fazer compreender em uma situação de avaliação? O que a escrita mobiliza e como é mobilizada? Quais os indícios e marcas escolares e não escolares presentes nas produções escritas? A pesquisa ancora-se nos referenciais que estudam e interpretam a leitura e a escrita como práticas culturais, cotidianas, históricas (Chartier 1990; Certeau, 1994; Ginsburg, 2001) e nos estudos no campo da linguagem (Bakhtin, 1992; Smolka, 2008). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BORTOLAZZO, Mariana. Entre o escrito e o lido, a palavra como "ponte" : respostas aos enunciados da "Prova Campinas-2008". 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.