Busca avançada
Ano de início
Entree

Hipertensão arterial decorrente do bloqueio de NF-kappaB durante a nefrogênese: efeito da dieta rica em sal

Processo: 11/17773-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Clarice Kazue Fujihara
Beneficiário:Victor Ferreira de Ávila
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   NF-kappa B   Hipertensão   Nefrogênese
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:fibrose cardíaca | hipertensão arterial | Lesões renais | nefrogênese | Nf-kappaB | Nefrologia

Resumo

A angiotensina II (Ang II) participa da progressão da doença renal crônica através da ativação de diversas vias de sinalização, tais como a mobilização de cálcio e ativação de proteínas quinases, activator protein-1 (AP-1) e fator nuclear kB (NF-kB). Uma vez ativado, o NF-kB controla a expressão gênica de vários agentes pró-inflamatórios, aumentando a expressão de monocyte chemoattractant protein-1 (MCP-1), ciclooxigenase-2 (COX-2), citocinas, moléculas de adesão, iNOS e endotelina. Na nefrogênese, a Ang II exerce um importante efeito fisiológico, sendo a integridade do sistema renina-angiotensina (SRA) necessária para que ocorra um desenvolvimento normal do rim. O bloqueio do receptor AT1 (Losartan) durante a nefrogênese desenvolve nefropatia progressiva na fase adulta, apresentando hipertensão arterial albuminúria maciça e esclerose glomerular e fibrose intersticial. Recentemente desenvolvemos um estudo em que o sistema NF-ºB foi bloqueado através da administração de pyrrolidinedithiocarbamate (PDTC) durante a fase final da nefrogênese. Os animais recém-nascidos receberam PDTC, via leite materno, durante 20 dias e foram acompanhados até completarem 10 meses de vida. Os animais tratados com PDTC durante a lactação desenvolveram hipertensão arterial, na fase adulta, sem desenvolver nefropatia progressiva como foi observada em animais que receberam Losartan. Constatamos, no entanto a presença de fibrose no tecido cardíaco, evidenciando uma alteração na morfologia cardíaca em conseqüencia da hipertensão sistêmica nesses animais. Uma das possíveis hipóteses para a presença de hipertensão arterial nesses animais é uma alteração túbulo-intersticial, alterando assim a capacidade de excreção de sódio. Esses resultados indicam que o sistema NF-ºB também participa da organogênese, não de uma maneira intensa como Ang II, mas promovendo hipertensão arterial e fibrose cardíaca, sem promover lesão renal grave.O objetivo do presente estudo é verificar se um segundo insulto, como a sobrecarga salina, poderia causar uma hipertensão arterial intensa, lesões cardíacas e renais graves em animais com bloqueio do sistema NF-ºB durante a lactação.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)