Busca avançada
Ano de início
Entree

Métodos estatísticos na avaliação da eficácia de medicamentos anti-helmínticos em ovinos naturalmente infectados

Processo: 11/12648-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Sílvia Helena Venturoli Perri
Beneficiário:Walter Bertequini Nagata
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Resultado do tratamento   Anti-helmínticos   Ovinos   Bioestatística

Resumo

A bioestatística é uma importante disciplina dentro da área biológica. Sua interação com outras disciplinas, como a parasitologia no caso, tem proporcionado estudos e análise de dados experimentais que ajudam o pesquisador a encontrar soluções para problemas relacionados com o cotidiano dessa área. Os testes estatísticos, paramétricos e não paramétricos, servem como ferramenta de estudos para avaliar e comprovar hipóteses formuladas. É muito importante selecionar o teste estatístico mais adequado para fazer uma análise correta dos dados de um experimento. A utilização destes métodos estatísticos na ovinocultura proporciona a análise comparativa da eficácia de medicamentos. A ovinocultura brasileira apresentou, nos últimos anos, crescimento e aumento da sua importância. Nota-se grande corrida farmacêutica e parasitológica em busca de anti-helmínticos eficazes no controle da verminose gastrointestinal desses pequenos ruminantes, principal problema sanitário desta criação. O objetivo desta pesquisa é avaliar a eficácia de medicamentos anti-helmínticas atualmente disponíveis comercialmente utilizando testes estatísticos adequados, dependendo da natureza dos dados e das pressuposições dos testes, na avaliação do OPG. Serão utilizados 350 animais selecionados de cinco criatórios comerciais de ovinos com ou sem histórico de resistência anti-helmíntica. De cada criatório, 70 animais serão divididos em sete grupos contendo 10 animais cada um: Grupo 1 - controle, Grupo 2 - Albendazole; Grupo 3 - Cloridrato de levamisol; Grupo 4 - Ivermectina; Grupo 5 - Moxidectina; e Grupo 6 - Closantel; Grupo 7 - Ivermectina+levamisole+albendazole. Os resultados obtidos serão submetidos a testes paramétricos ou não paramétricos, dependendo da análise descritiva dos dados. As análises estatísticas serão efetuadas com os programas computacionais SAS® (Statitical Analysis System) e GraphPad InStat®, e consideradas significativas quando P<0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NAGATA, WALTER BERTEQUINI; DA CRUZ PANEGOSSI, MARIELE FERNANDA; SARAIVA BRESCIANI, KATIA DENISE; GOMES, JANCARLO FERREIRA; KANETO, CARLOS NORIUKI; VENTUROLI PERRI, SILVIA HELENA. Resistance of gastrointestinal nematodes to five different active principles in sheep infected naturally in Sao Paulo State, Brazil. Small Ruminant Research, v. 172, p. 48-50, MAR 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.