Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização epidemiológica da leptospirose em animais selvagens de vida livre, animais domésticos e seres humanos em propriedades de agricultura familiar nos diversos biomas brasileiros.

Processo: 11/06156-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Luis Antonio Mathias
Beneficiário:Felipe Jorge da Silva
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Agricultura familiar   Saúde animal   Epidemiologia   Saúde pública   Saúde ambiental
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:agricultura familiar | Epidemiologia | Leptospira spp | saúde ambiental | Saúde animal | Saúde Pública | Epidemiologia da leptospirose no Brasil

Resumo

A leptospirose é uma zoonose importante para a saúde pública e a saúde animal, responsável por 1,2 milhão de reais em gastos hospitalares ao ano e por queda de produção animal. O objetivo do presente trabalho é estudar a infecção por Leptospira spp. em diversas espécies de animais selvagens de vida livre, domésticos e no ser humano, nos 10 biomas brasileiros. O estudo será realizado entre março de 2011 e dezembro de 2014, e as propriedades analisadas serão de agricultura familiar. Serão selecionados três municípios em cada um dos nos seguintes biomas: Amazônia, Caatinga, Pampas, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal e Zona Costeira. Um município será selecionado em cada uma das três zonas de transição (Cerrado-Amazônia, Cerrado-Caatinga e Caatinga-Amazônia). Em cada município será analisada uma propriedade rural. Em cada propriedade, serão colhidas amostras de sangue e urina de até 15 animais selvagens de vida livre. Para os animais domésticos será feita amostragem aleatória simples para colheita de amostras de sangue e urina, sendo que o número de animais a serem amostrados, para cada espécie, será obtido para um grau de confiança de 95%, erro absoluto de 10% e prevalência esperada de acordo com a espécie e a região. No caso dos seres humanos, serão colhidas, por médico ou enfermeiro, amostras de sangue e urina de todos os indivíduos. Como diagnóstico, será realizada a prova de soroaglutinação microscópica e, paralelamente, técnicas para isolamento de Leptospira spp. das amostras de urina e, no caso de óbito de animais, de amostras de órgãos. Da urina e dos órgãos também será feito o teste de imunofluorescência direta. Em amostras das quais forem isoladas leptospiras será realizada a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), a fim de identificar a sorovariedade de Leptospira spp.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Felipe Jorge da. Epidemiologia da infecção por Leptospira spp. em áreas rurais nos biomas brasileiros. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal Jaboticabal.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.