Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de conhecimentos escolares nas Ciências da Natureza: conteúdos, estratégias e recursos

Processo: 11/09933-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Maria José Pereira Monteiro de Almeida
Beneficiário:Gracimari Teixeira Ruco
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/12230-2 - Produção de conhecimentos escolares nas ciências da natureza: conteúdos, estratégias e recursos, AP.EP
Assunto(s):Ensino público   Métodos de ensino   Ensino de ciências   Disciplinas das ciências naturais

Resumo

Esta proposta destina-se ao desenvolvimento de investigações em escolas públicas nas disciplinas da área de educação em ciências. A partir de várias considerações, incluindo a disposição de membros do grupo de estudo e pesquisa em Ciência e Ensino de extrapolarem conhecimentos desenvolvidos em inúmeras pesquisas do grupo para condições de produção que incluam os problemas existentes em escolas públicas, a realização deste é justificada pela constatação dos inúmeros problemas que as escolas enfrentam dentro e fora das salas de aula - não sendo diferente no caso do ensino das ciências. Esses problemas são constatáveis em visitas a escolas do Estado de São Paulo, e também na leitura da literatura da área de Educação em Ciências, inclusive, em pesquisa recentemente desenvolvida no gepCE. Enunciamos nosso problema de pesquisa da seguinte maneira: Como superar, pelo menos no âmbito das escolas selecionadas para participação no programa, o aparente distanciamento entre as inúmeras pesquisas que abordam problemas do ensino básico, na área de educação em ciências, e a realidade das escolas? Procurando equacionar o problema, levantamos as seguintes questões de estudo: 1) Como o estudo de trabalhos de pesquisa envolvendo conteúdos de ensino e estratégias de como ensiná-los pode contribuir para a organização do trabalho escolar em escolas públicas por seus professores? 2) Como conteúdos e/ou estratégias de ensino alternativos aos usualmente trabalhados nas escolas nas áreas de ciências podem contribuir para o interesse e a aprendizagem dos estudantes no ensino público? 3) Como o desenvolvimento de pesquisas relativas ao próprio trabalho e a troca de experiências entre professores de diferentes disciplinas e níveis de ensino pode contribuir para a organização da prática pedagógica do professor da escola pública? 4) Como os apoios teóricos propostos para desenvolvimento do projeto ajudam a solucionar o problema de pesquisa? 5) Que conhecimentos produzidos na pesquisa envolvendo professores do ensino básico e da licenciatura podem ser significativos para a docência do professor das licenciaturas? Quanto aos apoios teóricos metodológicos a presente proposta se enquadra como investigação qualitativa na perspectiva da pesquisa ação participativa. Este tipo de pesquisa articula produção de conhecimento, e ações a partir da articulação dos envolvidos. Coerentemente com essa perspectiva pretendemos que as atividades desenvolvidas no projeto contribuam significativamente para que, pesquisadores das universidades e os professores do ensino básico se tornem parceiros na investigação de realidades escolares e na realização de ações educativas sobre essas realidades. Nesse sentido deverão compartilhar conhecimentos que trazem de suas diferentes experiências enquanto docentes, pesquisadores e atores sociais com suas diferentes histórias de vida. Pesquisas já realizadas no gepCE são um alicerce sólido a subsidiar esta proposta. Nelas, podemos encontrar tanto procedimentos e resultados que, apoiadas na vertente análise de discurso originada por Michel Pêcheux, abordam o imaginário de estudantes e professores sobre questões associadas à ciência, quanto a abordagem de estratégias de ensino, tais como: uso da estratégia Ciência, Tecnologia e Sociedade; leituras de Divulgação Científica; utilização de Originais de Cientistas, etc. E ainda podemos encontrar nessas pesquisas subsídios para alicerçar a possibilidade de mudanças curriculares, como, por exemplo, no caso da disciplina física, que apesar das pesquisas apontarem a relevância de se ensinar a Física Moderna e Contemporânea no ensino médio, continua tendo seu ensino limitado essencialmente à Física Clássica na maioria das escolas, e, mesmo sabendo-se que no Estado de São Paulo há, inclusive, a distribuição para as escolas de recursos didáticos específicos para esse fim. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)