Busca avançada
Ano de início
Entree

Denúncias infundadas de violência contra idosos no município de São Carlos

Processo: 11/07424-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Vania Aparecida Gurian Varoto
Beneficiário:Renata Belentani
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Geriatria   Serviços de assistência social   Assistência a idosos   Violência   Violência contra o idoso   Maus-tratos   Coleta de dados   São Carlos (SP)

Resumo

Os idosos são vitimas dos mais diversos tipos de violência. Durante muito tempo os diversos atos de violência foram tidos como problemas particulares de cada família, embasado por contextos culturais. As formas de violência contra o idoso vêm muitas vezes pelo conflito de interesses entre as gerações jovens e idosas. Incentivando um olhar sobre a velhice mais negativo sobressaindo a improdutividade e a dependência em vários aspectos, como o econômico, relação familiar conflituosa e de saúde, sendo assim torna-se uma pessoa mais frágil, resultando-se na maioria das vezes em exclusão e violência. Segundo o Estatuto do Idoso (LEI 10.741), qualquer suspeita ou confirmação de maus tratos e/ou violência deve ser denunciada. Neste sentido, alguns serviços em diferentes municípios tem se dedicado ao suporte e apoio à vitima de violência e maus tratos. A exemplo destes, no município de São Carlos, a Divisão de Atendimento ao Idoso recebe denúncias sobre a violência contra a pessoa idosa. Em alguns casos a denúncia pode ser infundada, dificultando na maioria das vezes nas ações da equipe e dos serviços. Este estudo busca analisar e identificar junto a Divisão de Atendimento ao Idoso da cidade de São Carlos, a ocorrência de denúncias infundadas, levantando a frequência e o motivo da denúncia caracterizada como infundada, além de identificar o perfil e indicar possíveis motivos das denúncias infundadas, segundo os registros da Divisão. A coleta dos dados será efetuada a partir dos registros desde o inicio da Divisão (2003) até dezembro de 2010. A análise será feita de forma manual, na sala da divisão de atendimento ao idoso, através do estudo da freqüência de denúncias infundadas. Com esse estudo espera-se identificar a ocorrência de denúncias infundadas, e a partir dos dados encontrados entender o motivo que a denúncia infundada se fundamenta, podendo direcionar ações mais especificas junto ao serviço.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)