Busca avançada
Ano de início
Entree

Absorção, translocação e metabolismo do Imazaquim em plantas fitorremediadoras

Processo: 11/00816-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Patrícia Andrea Monquero
Beneficiário:Flávia Garcia Flórido
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Matologia   Herbicidas   Resistência a herbicidas   Fitotoxicidade   Descontaminação   Fitorremediação

Resumo

Grandes períodos de persistência de herbicidas causam consideráveis impactos, tanto ambientais quanto agrícolas, já que afetam as culturas seguintes ou em sistema de rotação, causam prejuízos à cultura rotacionada. No Brasil, existem herbicidas que apresentam este problema; como o herbicida Imazaquin. Neste âmbito, entra o conceito de fitorremediação, que refere-se ao tratamento de áreas poluídas através da utilização de plantas como agente descontaminador. Assim, encontrar espécies que tenham potencial para fitorremediação e entender os mecanismos fisiológicos que lhes conferem tal característica é fundamental para que alternativas de manejo sejam criadas e melhor planejadas além de aperfeiçoar tratamentos já existentes. O objetivo deste trabalho será o de determinar bases fisiológicas para a resposta diferencial que as espécies Cajanus cajan, Canavalis ensiformis, Mucuna cinerea e Mucuna aterrima apresentam quando expostas a solos contaminados com imazaquim, para a análise de suas atividades fitorremediadoras.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)