Busca avançada
Ano de início
Entree

Pintura em Paraty: Percepção e Vida Social

Processo: 08/11517-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Arley Andriolo
Beneficiário:Bruno Franco de Aquino
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/05329-0 - Pintura em Paraty: percepção e vida social, AP.R

Resumo

A pesquisa objetiva compreender a gênese da atividade pictórica na cidade de Paraty, RJ, a partir da percepção dos artistas e suas obras. Para tanto, propõe-se uma análise de orientação fenomenológica, com as contribuições da história e da psicologia social. Concebe-se a obra de arte como mediação do “ser-no-mundo”, envolvendo tanto os processos psicossociais quanto a experiência perceptiva, a ser interpretada conforme “categorias da percepção” – classificações dos estímulos visuais numa dada experiência social. A descrição e compreensão dos dados e das observações da pesquisa deverão evidenciar a experiência perceptiva dos pintores, as relações de alteridade e marginalidade referentes ao campo artístico e o surgimento de processos criativos. Objetiva-se compreender o horizonte sócio-histórico na produção pictórica na localidade, mostrar as condições de trabalho de artistas locais - da percepção e da criação em pintura – e explicitar a condição da arte como uma dimensão importante da vida social.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)