Busca avançada
Ano de início
Entree

Flarimetria a laser em cães pós facoemulsificação, com e sem implantação de lente intraocular

Processo: 11/00618-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:José Luiz Laus
Beneficiário:Priscila Barreto de Abreu
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Oftalmologia   Facoemulsificação   Cães
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:cão | Facoemulsificação | flarimetria | Lente intraocular | Oftalmologia

Resumo

A catarata situa-se entre as afecções oculares mais freqüentes em cães, sendo a facoemulsificação o método que melhor se adequa à sua terapia. A opacidade de cápsula posterior (OCP) é complicação comum, que se manifesta em semanas ou meses após a facectomia. Lentes intra-oculares (LIOs) empregadas na correção da hipermetropia pós-cirúrgica são reconhecidas como importantes na prevenção das OCPs, especialmente as acrílicas dobráveis com bordas truncadas ou quadradas. Entretanto, a implantação de lentes intra-oculares insulta a barreira hemato-aquosa, favorecendo o influxo de proteínas para o humor aquoso. Reconhece-se a importância da flarimetria na quantificação do flare pós-facoemulsificação, conquanto ela auxilia no monitoramento da inflamação uveal e é arma útil para se avaliar a eficácia da terapia empregada. Com a pesquisa, procurar-se-á quantificar, à flarimetria a laser, a inflamação de olhos de cães que receberão lente intra-ocular acrílica dobrável pós-facoemulsificação, comparativamente à sua não-implantação.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)