Busca avançada
Ano de início
Entree

Aporte e remoção de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos em fragmentos florestais da Região Metropolitana de Campinas, São Paulo

Processo: 11/01702-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marisa Domingos
Beneficiário:Ana Paula Lopes Dias
Instituição Sede: Instituto de Botânica. Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos   Fragmentos florestais   Monitoramento biológico
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biomonitoramento | fragmentos florestais | hidrocarbonetos policíclicos aromáticos | poluição aérea | Região Metropoitana de Campinas | Biomonitoramente de Poluentes Aéreos

Resumo

O aumento da poluição atmosférica vem causando inúmeros problemas ambientais, porém seus efeitos sobre florestas tropicais ainda é um campo pouco estudado. Dentre os poluentes atmosféricos, os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) são destacados pela sua alta persistência e ampla distribuição no ambiente, podendo potencialmente causar danos às florestas. A análise do acúmulo de alguns destes compostos na folhagem ou no solo de vegetação afetada por poluição aérea pode ser uma importante forma não somente para inventariar fontes de emissão desses compostos na região, como também a entrada e a remoção destes em fragmentos florestais. Assim, o presente estudo pretende monitorar o nível de contaminação atmosférica por HPAs em fragmentos florestais inseridos na Região Metropolitana de Campinas. Tal região foi escolhida por ser submetida à contaminação atmosférica de origem industrial petroquímica em associação a outras fontes de poluição, como a emissão veicular, fontes potencialmente emissoras de HPAs. Pretende-se investigar a presença de HPAs nos fragmentos florestais em estudo, determinando o aporte destes através da deposição seca (material particulado) e úmida (água de chuva) e sua remoção através da interação com o solo e vegetação, que será representada por três espécies arbóreas, entre as mais representativas de cada fragmento (Piptadenia gonoacantha (Mart.) J.F.Macbr., Croton floribundus (L.) Spreng. e Astronium graveolens Jacq.). Para tanto, serão utilizados os princípios do biomonitoramento passivo. Além disso, será possível realizar um mapeamento de fontes de emissão de material particulado, nas adjacências dos fragmentos florestais, com base nas concentrações e proporções de HPAs marcadores, nas diferentes matrizes ambientais analisadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)