Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da dor através de parâmetros objetivos e subjetivos em gatas submetidas à ovariossalpingohisterectomia com o uso de meperidina ou tramadol

Processo: 10/18900-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Denise Tabacchi Fantoni
Beneficiário:Marina Cayetano Evangelista
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dor   Anestesiologia   Meperidina   Tramadol   Felidae

Resumo

O tramadol é um opióide agonista puro que possui analgesia moderada, porém sem atividade depressora cardiovascular e respiratória, típica dos opióides agonistas puros. Ele tem sido amplamente estudado para o controle da dor pós-operatória. A meperidina é outro opióide agonista puro que possui moderada analgesia e que tem sido empregado com sucesso no tratamento da dor pós-operatória em gatos. Desta forma o objetivo deste projeto é avaliar comparativamente, através de análises objetivas (parâmetros fisiológicos, dosagem de cortisol, interleucina-6 e de glicemia) e subjetivas (escala de avaliação composta e escala de resposta dolorosa à palpação) de dor, a analgesia obtida com o uso da meperidida e do tramadol, ambos administrados na forma preventiva, em gatas submetidas ao procedimento de ovariossalpingohisterectomia eletiva. Para tanto, serão utilizadas 15 gatas divididas aleatóriamente em 3 grupos de 5 animais cada, onde a diferenciação entre os grupos será baseada no tipo de opióide administrado na medicação pré-anestésica (meperidina 6mg/kg, tramadol 2mg/kg, ou tramadol 4mg/kg, sendo todos pela via intramuscular), juntamente com a acepromazina na dose de 0,2 mg/kg, em estudo a ser realizado na forma de estudo duplo-cego. A indução da anestesia será realizada após 15 minutos da medicação pré-anestésica com propofol e a manutenção da anestesia feita pela via inalatória utilizando-se isofluorano na concentração de aproximadamente 1,7% de gás inspirado. A fluidoterapia será realizada por meio de solução de Ringer-lactato na quantidade de 5mL/kg/hora, pela veia cefálica. A monitorização da anestesia será realizada através dos parâmetros fisiológicos (freqüências cardíaca e respiratória, pressão arterial sistólica não-invasiva e temperatura retal. Serão colhidas amostras de sangue antes, durante e depois do procedimento cirúrgico para a análise de glicemia, de cortisol e de IL-6. As análises de dor serão realizadas no momento basal e a partir da extubação de cada animal, até seis horas após o término do procedimento cirúrgico.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
EVANGELISTA, MARINA C.; SILVA, RODRIGO A.; CARDOZO, LARISSA B.; KAHVEGIAN, MARCIA A. P.; ROSSETTO, THAIS C.; MATERA, JULIA M.; FANTONI, DENISE T. Comparison of preoperative tramadol and pethidine on postoperative pain in cats undergoing ovariohysterectomy. BMC Veterinary Research, v. 10, OCT 15 2014. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.