Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre ditos e não ditos: a marcação social de diferenças de gênero e sexualidade através das práticas escolares da Educação Física

Processo: 10/11768-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Arilda Ines Miranda Ribeiro
Beneficiário:Vagner Matias Do Prado
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/11447-3 - Entre ditos e não ditos: a marcação social de diferenças de gênero e sexualidade através das práticas escolares da Educação Física, BE.EP.DR
Assunto(s):Homofobia   Teoria queer   Homossexualidade   Heteronormatividade   Sexualidade   Educação física escolar

Resumo

Considerada como uma produção cultural, a Educação Física se encontra inserida em sistemas discursivos que constroem representações sobre condutas normalizadas em nossa sociedade. Ostentar um corpo diferente dos padrões de saúde e beleza instituídos, não se adequar a condutas sociais "apropriadas" segundo seu gênero, ou transgredir o sistema de inteligibilidade cultural que prediz uma relação causal e ordenada entre sexo, gênero e sexualidade são marcadores que denunciam algumas "diferenças" durante aulas de Educação Física na escola. Ao contar com o aporte teórico do pós-estruturalismo francês e da teoria queer, objetiva-se compreender como os discursos culturais utilizados pela Educação Física produzem marcas corporais associadas ao gênero e a sexualidade tendo a heterossexualidade como base normativa. Também investigar-se-á como sujeitos que questionam os padrões de normalidade instituídos constroem resistências para se auto-representarem nos espaços escolares. Dessa maneira, ao utilizar as contribuições do método da História Oral, intenciona-se resgatar as histórias de vida de jovens, que se auto-representam como gays, e suas vivências durante aulas de Educação Física no transcorrer do processo formal de ensino. Os dados gerados poderão contribuir para a implementação de políticas públicas voltadas para o combate ao preconceito de gênero e sexual e problematizar a área da Educação Física como um dispositivo discursivo que, por intermédio de suas práticas, fabrica sujeitos específicos para atender as demandas políticas de uma sociedade hierárquica, discriminatória e excludente.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PRADO, Vagner Matias Do. Entre ditos e não ditos: a marcação social de diferenças de gênero e sexualidade por intermédio das práticas escolares da Educação Física. 2014. 258 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Tecnologia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.