Busca avançada
Ano de início
Entree

Epilepsia espontânea em trinomys yonenagae (rodentia,echimyidae): ocorrência e comportamento

Processo: 10/14441-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Pesquisador responsável:Elisabeth Spinelli de Oliveira
Beneficiário:Lais Mendes Ruiz Cantano
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Idade   Hereditariedade

Resumo

Trinomys yonenagae é um roedor neotropical, social, terrestre, noturno e fossorial. Crises epiléticas espontâneas foram observadas em situação de campo e cativeiro durante contatos com indivíduos da espécie. Dada a importância de se ter um modelo de epilepsia espontânea, surgiu o interesse dessa caracterização através do estudo sistematizado da ocorrência, e dos aspectos comportamentais das crises, em T. yonenagae. A epilepsia é considerada uma patologia crônica, que afeta uma parcela significativa da população humana, e é caracterizada por alterações temporárias e reversíveis da atividade elétrica cerebral, produzindo manifestações motoras, sensoriais, psíquicas e/ou neurovegetativas, na forma de convulsões ou crises. A origem da epilepsia é considerada idiopática, por lesão cerebral ou por doença sistêmica. Por outro lado a ocorrência de epilepsia espontânea em populações silvestres sugere outra interpretação dentro de uma visão evolutiva dos processos fisiopatológicos. Assim como ocorre com a imobilidade tônica, que é considerada um último recurso antipredatório, a epilepsia pode não ser necessariamente uma patologia, tendo um significado biológico próprio. Trabalhos de nosso laboratório com testes de arena (open-field) foram capazes de discriminar o comportamento de fêmeas de T. yonenagae descendentes de epilépticos, daquelas sem parentesco com epilépticos, indicando uma origem genética para as crises espontâneas nessa espécie. O objetivo do projeto é expandir esse estudo, incluindo a caracterização das crises (latência, duração, recorrência) através de filmagens, e verificação do número de ocorrências de epilepsia, por sexo, idade e filiação, a partir dos registros do laboratório. O desempenho reprodutivo, estimado pela capacidade de procriação, será analisado nas fêmeas epiléticas que tiverem disponíveis no biotério do LECO. Além disso, será estimado o comportamento de T. yonenagae machos (epilépticos e descendentes) e de fêmeas epilépticas, até o momento não estudado, através de testes de arena. A memória de grupos de epilépticos e de não epilépticos será testada, e espera-se que os testes acusem um déficit de desempenho nos epilépticos. A partir dos resultados das fêmeas consideramos que os testes de arena também discriminarão epilépticos de não-epiléticos em machos e fêmeas adultas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Epilepsia espontânea em Trinomys yonenagae (Rodentia, Echimyidae): ocorrência e comportamento. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Psicologia (IP/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.