Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da resposta da baixa ionosfera a transientes solares.

Processo: 10/05309-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Emilia Correia
Beneficiário:Hernan Rivero Gavilan
Instituição-sede: Centro de Rádioastronomia e Astrofísica Mackenzie (CRAAM). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Clima espacial   Erupção solar

Resumo

Uma das conseqüências das explosões solares na ionosfera terrestre é o incremento súbito da concentração eletrônica da região-D e que é detectado como avanços de fase dos sinais de VLF, os chamados de 'Sudden Phase Anomalies' (SPAs). É também conhecido que mais 18% das explosões solares registradas não produzem SPAs, havendo escassos estudos que permitam explicar as razões desse fato. As modificações das propriedades elétricas da região-D quando ocorre um SPA permitem computar os coeficientes de recombinação efetiva para altitudes inferiores aos 70 km. Neste projeto propomos estudar a resposta ionosférica (SPA) a partir da fluência da radiação solar (J/m2) para comprimentos de onda inferiores aos 2 Å e sua medida de emissão, calculada a partir do fluxo em raios-X obtidos pelo satélite GOES para os SPAs registrados pela rede SAVNET (South America VLF Network) desde o inicio de seu funcionamento em 2006. Paralelamente pretendemos caracterizar os processos de perda eletrônica através do cálculo do coeficiente de recombinação efetiva para vários trajetos de propagação VLF.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)