Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da polimerização e do envelhecimento acelerado sobre a estabilidade de cor de botões de íris artificiais obtidos por diferentes técnicas

Processo: 10/04007-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marcelo Coelho Goiato
Beneficiário:Lisiane Cristina Bannwart
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Prótese bucomaxilofacial   Cor   Olho artificial   Resinas acrílicas

Resumo

EFEITO DA POLIMERIZAÇÃO E DO ENVELHECIMENTO ACELERADO SOBRE A ESTABILIDADE DE COR DE BOTÕES DE ÍRIS ARTIFICIAIS OBTIDOS POR DIFERENTES TÉCNICASRESUMOAs próteses oculares são responsáveis pela recuperação da estética e auto-estima do usuário. As técnicas existentes para a confecção da prótese ocular devem resultar em íris artificiais perfeitamente estéticas com conseqüente dissimulação do defeito facial. Esta característica, quando não satisfeita pode levar a indicação da confecção de nova prótese, mesmo quando esta ainda apresenta boa adaptação. Além disso, sabe-se que a instabilidade de cor das próteses oculares pode estar relacionada à polimerização das próteses e ao uso clínico destas ao longo dos anos. Dessa forma, este estudo tem como propósito verificar a alteração de cor do botão de íris artificial (calota incolor associada a pintura) obtido por diferentes técnicas sobre a influência da polimerização e envelhecimento acelerado. Serão confeccionadas 64 amostras simulando próteses oculares distribuídas em grupos de acordo com a técnica utilizada, sendo 4 grupos controle (n=1): pintura em discos (controle 1), calotas com pintura invertida (controle 2), pintura em discos com verniz (controle 3), calotas com pintura invertida com verniz (controle 4) e, 6 grupos experimentais (n=10): técnica da pintura invertida sem verniz, técnica convencional sem verniz, técnica com calota pré-fabricada sem verniz, técnica da pintura invertida com verniz, técnica convencional com verniz, técnica com calota pré-fabricada com verniz. Todas as amostras serão submetidas ao envelhecimento artificial, e a leitura de cor será realizada por meio de um espectrofotômetro de reflexão ultravioleta visível utilizando o sistema CIE L*a*b*, antes e após polimerização e após 252, 504 e 1008 horas de envelhecimento. Os dados obtidos serão submetidos à análise de variância (ANOVA), e teste de Tukey (p<0,05).Palavras-chave: Olho artificial, Cor, Resinas acrílicas, Envelhecimento.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Análise da estabilidade de cor de botões de íris artificiais obtidos por diferentes técnicas e após o envelhecimento acelerado. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Odontologia. Araçatuba Araçatuba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.