Busca avançada
Ano de início
Entree

Repercussões do exercício físico resistido periodizado em mulheres portadoras de anovulação hiperandrogênica

Processo: 10/03948-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Rosana Maria dos Reis
Beneficiário:Gislaine Satyko Kogure
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Telômero   Hiperandrogenismo   Ginecologia   Força muscular

Resumo

A Síndrome dos Ovários Micropolicísticos (SOP) é uma endocrinopatia comum na mulher em idade reprodutiva, sendo caracterizada por irregularidade menstrual, anovulação crônica e hiperandrogenismo. Além dos distúrbios reprodutivos, outros riscos para a saúde estão associados a essa síndrome, causados por alterações metabólicas. Cerca de 50% das mulheres com SOP são portadoras de obesidade ou sobrepeso.Medidas preventivas e profiláticas, como mudanças no estilo de vida, principalmente com relação à redução de peso, prática de exercícios físicos regulares, reeducação alimentar e/ou orientação dietética devem ser considerados bases da terapêutica de distúrbios metabólicos e tem efeitos positivos e não-farmacológicos no tratamento da SOP.A prática de exercícios resistidos tornou-se componente popular e importante dentro do programa de condicionamento físico para mulheres, sendo essencial como um dos fatores para uma vida saudável, aumentando o metabolismo basal promovendo aumento da massa magra Essa indução positiva na composição corporal aumenta o nível de condicionamento provendo benefícios para mulheres com anvulação hiperandrogênica..Objetivo: A prática regular de exercícios físicos juntamente com orientação nutricional tem sido recomendada como uma das estratégias de primeira linha e de baixo custo no tratamento da obesidade/ sobrepeso, hiperandrogenismo e infertilidade nas mulheres com SOP. Decorrente disso o presente estudo tem por objetivo analisar a composição corporal, a força muscular, as alterações metabólicas e o tamanho do telômero antes e após a prática de exercícios físicos resistidos em mulheres com SOP. Casuística e Metodologia: Serão incluídas no estudo 60 mulheres com índice de massa corpóreo normal ou sobrepeso, sendo o grupo de estudo composto por 60 mulheres com SOP e o grupo controle por 60 mulheres com ciclos menstruais ovulatórios. Para o programa de exercícios resistidos será utilizado um treinamento periodizado precedido por exames físicos e por um teste de força máxima de 1 RM para determinação de sobrecargas iniciais e comparações posteriores a intervenção proposta de três meses. Serão realizadas dosagens plasmáticas de Testosterona, SDHEA, 17 OHP, SHBG, Proteína C Reativa, Lipidograma ,Glicose, insulina basal e medidas de Telômeros. Também serão realizados avaliações de Composição Corporal, exames de ultra-sonografia, Bioimpedância Elétrica e Dexa. As pacientes e controle passarão por testes de força máxima de 1 RM precedido por um processo de adaptação e exames físicos. Também receberão orientação nutricional.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GISLAINE SATYKO KOGURE; RAFAEL COSTA SILVA; VICTOR BARBOSA RIBEIRO; MARIA CÉLIA MENDES; RAFAEL MENEZES-REIS; RUI ALBERTO FERRIANI; CRISTIANA LIBARDI MIRANDA FURTADO; ROSANA MARIA DOS REIS. Concordance in prediction body fat percentage of Brazilian women in reproductive age between different methods of evaluation of skinfolds thickness. ARCHIVES OF ENDOCRINOLOGY METABOLISM, v. 64, n. 3, p. 257-268, . (10/08800-8, 10/03948-7)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.