Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa e desenvolvimento de técnicas automáticas para a detecção e medição volumétrica de placas de esclerose múltipla

Processo: 08/10726-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica
Pesquisador responsável:Ricardo José Ferrari
Beneficiário:Ricardo José Ferrari
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/09050-2 - Pesquisa e desenvolvimento de técnicas automáticas para a detecção e medição volumétrica de placas de esclerose múltipla, AP.JP
Assunto(s):Imageamento (bioengenharia)   Ressonância magnética   Esclerose múltipla   Técnicas e procedimentos diagnósticos

Resumo

Esclerose Múltipla (EM) é uma doença inflamatória e desmielinizante do sistema nervoso central (SNC) que afeta principalmente adultos jovens. É considerada uma doença autoimune em que o sistema imune reconhece erroneamente a bainha de mielina do SNC como um elemento externo e então o ataca, resultando em inflamação e danos. Embora os fatores que acionam a mudança patológica em EM permaneçam pouco compreendidos devido à complexidade das alterações patológicas, nos últimos anos novas terapias têm sido propostas para o tratamento dessa doença. O imageamento multimodal de ressonância magnética tem sido usado clinicamente com muito sucesso para o diagnóstico e monitoramento da EM devido sua alta resolução, boa diferenciação de tecidos moles, e por permitir a obtenção de diferentes informações de contraste. O método convencional de medição do volume das lesões de EM é o delineamento manual das lesões em imagens de Ressonância Magnética (RM), realizada por especialistas com ajuda limitada do computador. Entretanto, tal procedimento é árduo, consome muito tempo, é custoso e propenso a grande variabilidade inter- e intraobservadores. Portanto, o principal objetivo desse projeto é a pesquisa e o desenvolvimento de técnicas computacionais automáticas para a detecção e medição do volume de placas de EM em imagens de RM, visando diminuir as medidas de variabilidade e permitir a análise automática e quantitativa da EM. O desenvolvimento de tais técnicas permitirá mais facilmente o acompanhamento da evolução dessa patologia e uma melhoria no poder de detecção de possíveis efeitos terapêuticos em ensaios clínicos. Além disso, busca-se com esse projeto a criação e nucleação de um grupo de excelência na área de processamento de imagens médicas com ênfase no estudo de doenças do cérebro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)