Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos dos alimentos palatáveis nos parâmetros endócrinos e comportamentais em ratos submetidos ao estresse

Processo: 07/06340-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Pesquisador responsável:Regina Celia Spadari
Beneficiário:Daniela Ortolani
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Estresse psicológico   Leptina   Labirinto em cruz elevado   Ansiedade   Insulina   Homeostase
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:alimentos palatáveis | ansiedade | estresse | Insulina | Labirinto em cruz elevado | Leptina | Fisiologia do estresse

Resumo

Para a manutenção da homeostasia, o organismo é dotado de mecanismos neuroendócrinos que possibilitam interações com o ambiente externo, que é altamente variável. A reação de estresse inclui alterações estruturais e funcionais responsáveis por modificações metabólicas, cardiovasculares e respiratórias, que têm caráter adaptativo e são essenciais à sobrevivência. Considerando que o choque nas patas promove alterações fisiológicas, que têm repercussões endócrinas e metabólicas possíveis de serem demonstradas in vivo e in vitro, o objetivo deste trabalho será analisar os aspectos hormonais e comportamentais envolvidos nessas modificações desencadeadas pelo estresse. Alguns estudos demonstraram a complexa interação entre estresse e balanço energético, examinando as relações entre o estresse crônico e a ingesta de alimentos palatáveis, e principalmente se o estresse induz a ingesta de alimentos palatáveis ou se estes alimentos reduzem o estresse. Neste trabalho nos propomos a investigar se o estresse induzido por choque nas patas interfere na da preferência por alimentos palatáveis. Também será investigado se o consumo desse tipo de alimento pode interferir nos níveis de ansiedade avaliados pelos testes do LCE e no comportamento exploratório observado no campo aberto. Paralelamente avaliaremos as concentrações plasmáticas dos principais hormônios relacionados a ingesta alimentar e ao estresse como a insulina, a leptina e a corticosterona, além da concentração plasmática de glicose. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)