Busca avançada
Ano de início
Entree

Rigidez normativa e flexibilidade tropical: investigando os objetos tecnicos no periodo da globalizacao

Processo: 08/57795-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Maria Adélia Aparecida de Souza
Beneficiário:Fábio Tozi
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pirataria

Resumo

Este projeto de pesquisa propõe, a partir do método geográfico, compreender o que se denomina, pela mídia e pelas instituições estatais, como "pirataria". Tal análise se faz importante uma vez que imperam, sobre o tema, análises econômicas e jurídicas, setorizadas, e que portanto não dão conta, por si só, de abarcar a totalidade deste fenômeno. Para tanto, adotamos a proposição de SANTOS (1994a), de flexibilidade tropical, que se funda no fato de que a precariedade da existência da maioria dos lugares nos países do terceiro mundo não impede o surgimento de novas necessidades, ditadas pela publicidade e pela propaganda, tendo como resposta do território a produção de uma divisão do trabalho imitativa, que cria uma infinidade de ofícios, de combinações em mutação permanente, dotadas de capacidade de adaptação e apoiadas no seu próprio meio geográfico. Tal ponto de partida considera o fato de que neste momento da história há novas possibilidade técnicas que permitem a sobrevivência de contra-racionalidades no uso do território, apesar da brutalidade da razão hegemônica que a ele se aplica. Esta dialética do território, que por um lado se moderniza verticalmente para atender a produção hegemônica e por outro se horizontaliza para responder à vida cotidiana, permite que falemos de uma flexibilidade. Acreditamos que a metrópole paulista, pelas suas grandezas e desigualdades, é um espaço privilegiado para abrigar diversas formas de trabalho, de economia, de comércio, enfim, diversas formas de flexibilidade, entre as quais a pirataria. Sustenta-se, assim, uma discussão sobre as necessidades da vida no período técnico-científico informacional (ibidem) da humanidade e as formas de satisfazê-las, bem como sobre a Geografia como filosofia das técnicas, como instigou a pensar Milton Santos, ou seja, a partir dos usos que da técnica se realizam nos lugares, desenvolver uma reflexão que envolva a ética e a Política, tendo como guia o espaço como morada de todos, e não apenas como sustentáculo de redes que se destinam à reprodução das racionalidades hegemônicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FABIO TOZI. PROTEÇÃO À PROPRIEDADE INTELECTUAL E PATENTES DE MEDICAMENTOS NO BRASIL. Mercator (Fortaleza), v. 19, p. -, 2020.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Rigidez normativa e flexibilidade tropical: investigando os objetos técnicos no período da globalização. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH/SBD) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.