Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação da dosagem de iodo na urina de 24 horas e amostra isolada e sua correlação com a dieta restrita em iodo exposição a contrastes iodados e expressão do transportador sódio/iodo

Processo: 09/50574-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Rui Monteiro de Barros Maciel
Beneficiário:Rosalia Do Prado Padovani
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da glândula tireoide   Sódio   Iodo   Dieta   Coleta de urina   Tireoidectomia   Contraste   Tomografia computadorizada   Reação em cadeia da polimerase em tempo real

Resumo

O Carcinoma de Tiroide é o câncer endócrino mais prevalente e seu tratamento faz-se pela tiroidectomia total seguida de ablação do tecido tiroidiano remanescente com iodo radioativo. O sucesso da ablação está relacionado a uma série de fatores que podem alterar a efetividade da dose, entre eles, a fração de radiação que é absorvida pelos restos de tecido tiroidianos e pelas metástases. Estratégias para aumentar a captação de iodo radioativo incluem a elevação do TSH por meio da suspensão do L-T4 ou o uso de rhTSH e a depleção do "pool" de iodo inorgânico plasmático anterior à administração do 1311 que teoricamente pode aumentar a expressão do co-transportador Na/I-: NIS. A dificuldade de se indicar exames contrastados é também relevante, já que pode haver interferência na captação de iodo radioativo pelos restos ou metástases. A concentração de iodo na urina é, atualmente, o marcador bioquímico mais utilizado para a avaliação da ingesta de iodo e sua consequente suficiência ou deficiência. Participarão do estudo 200 pacientes com idade entre 20 e 70 anos com diagnóstico prévio de Carcinoma de Tiroide que já realizaram tiroidectomia total e que farão dose ablativa com 1311. Serão colhidas amostras isoladas de urina e urina de 24 horas antes e após a realização de dieta restrita em iodo. Os pacientes serão aleatoriamente divididos em dietas de 15 e 30 dias de maneira que posteriormente os resultados da iodúria possam ser comparados. Participarão também, pacientes que, por causas diversas, realizarão tomografia computadorizada contrastada de tórax. Estes serão avaliados quanto a iodúria antes, 1, 2 e 3 meses após o exame. A iodúria será avaliada por método semi-automatizado desenvolvido no Laboratório de Endocrinologia da Unifesp e para avaliação da eficácia da dieta proposta, analisaremos a expressão do NIS através do método RT- PCR tempo real. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PADOVANI, ROSALIA P.; MACIEL, RUI M. B.; KASAMATSU, TERESA S.; FREITAS, BEATRIZ C. G.; MARONE, MARILIA M. S.; CAMACHO, CLEBER P.; BISCOLLA, ROSA PAULA M. Assessment of the Effect of Two Distinct Restricted Iodine Diet Durations on Urinary Iodine Levels (Collected over 24 h or as a Single-Spot Urinary Sample) and Na (+)/I- Symporter Expression. EUROPEAN THYROID JOURNAL, v. 4, n. 2, p. 99-105, 2015. Citações Web of Science: 0.
PADOVANI, ROSALIA P.; KASAMATSU, TERESA S.; NAKABASHI, CLAUDIA C. D.; CAMACHO, CLEBER P.; ANDREONI, DANIELLE M.; MALOUF, EDUARDO Z.; MARONE, MARILIA M. S.; MACIEL, RUI M. B.; BISCOLLA, ROSA PAULA M. One Month Is Sufficient for Urinary Iodine to Return to Its Baseline Value After the Use of Water-Soluble Iodinated Contrast Agents in Post-Thyroidectomy Patients Requiring Radioiodine Therapy. THYROID, v. 22, n. 9, p. 926-930, SEP 2012. Citações Web of Science: 41.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.