Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre o tempo da produção econômica e o da reprodução social: a vida das teleoperadoras

Processo: 08/51714-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Maria Lygia Quartim de Moraes
Beneficiário:Tais Viudes de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Jornada de trabalho   Trabalho   Flexibilidade

Resumo

O campo do trabalho vem sofrendo transformações, fruto do desenvolvimento tecnológico, que levam a uma intensificação da produtividade. Em um contexto mundializado e orientado por políticas de cunho neoliberal, novas profissões surgem, a exemplo do tele-atendimento, sendo marcadas por uma intensa flexibilização e elevado grau de precarização nas relações de trabalho. A oferta destes serviços se prolonga durante as 24 horas do dia e por todos os dias da semana, exigindo dos profissionais flexibilidade quanto aos dias e horários de trabalho. Nestes serviços, a força de trabalho feminina é majoritária, justificando-se pelo fato de que as construções sociais acerca do papel da mulher na sociedade atendem às demandas de qualificação deste setor. O presente projeto visa verificar as conseqüências para a vida dos trabalhadores (principalmente das trabalhadoras), na medida em que a vida social passa a ser fortemente regulada pelo tempo destinado à produção. Assim, objetiva-se analisar sociologicamente a categoria tempo em dois sentidos: por um lado, analisar a difusão de escalas irregulares de trabalho no setor de tele-atendimento e, pôr outro, a função de controlador e regulador do tempo produtivo e reprodutivo. Para tanto, tem-se como objeto de estudo as trabalhadoras do tele-atendimento, principalmente aquelas inseridas em regimes excepcionais e com horários freqüentemente alternados, por ser esta uma profissão que alia alta tecnologia e informatização para controle e dinamização do tempo de produção e a exigência de horários flexíveis de trabalho. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FREITAS, Tais Viudes de. Entre o tempo da produção econômica e o da reprodução social : a vida das teleoperadoras. 2010. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.