Busca avançada
Ano de início
Entree

Visíveis pela violência: a fregmentação subjetiva do espaço metropolitano

Processo: 07/55834-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Eda Maria Góes
Beneficiário:André Luís André
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Identidade social   Violência urbana   Grupos sociais   Subjetividade   São Paulo (SP)

Resumo

Este projeto de doutorado pretende investigar a relação entre a violência de sujeitos e grupos sociais urbanos com déficit de poder, localizados nas periferias da metrópole ou em fraturas nas áreas centrais, diante de um processo crônico de fragmentação concreta do espaço metropolitano. Segundo hipótese que começamos a desenvolver em pesquisa anterior, de mestrado, a violência está inerentemente ligada à formação de uma identidade de resistência aos processos globais de exclusão social que, ao se criar, cria seus opositores: sujeitos e grupos de médio e alto poder e instituições estatais e criam um pensar sobre o espaço metropolitano, tornando coerente, a sua maneira, a fragmentação concreta do espaço, numa fragmentação subjetiva dele; delimitando para si e seus semelhantes um espaço determinado, e delimitando para o outro, diferente e desigual, um outro espaço. Formulam assim uma "psicogeografia urbana", que pretendemos cartografar, por meio de representações e autorepresentações presentes em objetos culturais, além de observar seu cotidiano, nas ruas, esquinas, praças, bares e igrejas, sem realizar entrevistas formais, mas conversando com trabalhadores jovens e velhos, com desempregados e subempregados, com pessoas engajadas na vida bandida e em cultos religiosos. Ainda segundo nossa hipótese, tal psicografia acirra os fragmentos concretos do espaço e permite que a violência e a ultraviolência sejam incorporados nos estilos e modos devidas urbanos, da maior metrópole do país: São Paulo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANDRÉ, André Luís. Visíveis pela violência!: A fragmentação subjetiva do espaço metropolitano. 2009. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências e Tecnologia. Presidente Prudente Presidente Prudente.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.