Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre corpusculos e ondas: criticas a teoria dos estados da luz de newton no seculo xviii.

Processo: 06/02410-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2008
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História das Ciências
Pesquisador responsável:Cibelle Celestino Silva
Beneficiário:Breno Arsioli Moura
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História do Século XVIII   Teoria corpuscular

Resumo

Este projeto estudará a repercussão, ao longo do século XVIII, do conteúdo Livro II do Opticks de Isaac Newton, publicado pela primeira vez em 1704. Esta obra contém a teoria newtoniana de luz e cores e estudos experimentais e teóricos de fenômenos atualmente conhecidos como refração, reflexão, polarização, interferência e difração da luz. Atualmente explicamos classicamente estes fenômenos utilizando uma concepção ondulatória da luz. Por exemplo, explicamos a produção de anéis coloridos em películas finas como um produto da interferência entre ondas luminosas refletidas nas duas superfícies da película. No entanto, esse tipo de explicação era completamente inaceitável para Newton (que utilizava uma concepção corpuscular da luz). Os conceitos e explicações para fenômenos como refração e reflexão introduzidos no Livro II apresentam problemas de fundamentação, coerência e inteligibilidade. Por exemplo, Newton apresentou várias explicações diferentes para a refração, considerou que os estados eram propriedades inatas dos raios de luz e também que seriam produzidos após a interação da luz com a matéria, entre outros problemas. Atualmente há estudos históricos que abordam a recepção da óptica newtoniana no século XVIII, mas que focalizam o conteúdo do Livro I do Opticks, isto é, os experimentos com prismas, as cores dos corpos naturais e a teoria das cores de Newton. Há estudos históricos que abordam críticas ao conteúdo do Livro II elaboradas no início do século XIX (época do desenvolvimento da teoria ondulatória da luz). Considerando que o Opticks foi uma obra muito lida, traduzida para várias línguas e também bastante popularizado ao longo do século XVIII, este projeto pesquisará como os problemas conceituais presentes no Livro II foram abordados pelos popularizadores e comentadores do Opticks, por meio de obras escritas com este intuito, e se esses problemas influenciaram ou não o processo de rejeição da teoria corpuscular no século XIX em favor da teoria ondulatória para luz.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MOURA, Breno Arsioli. A aceitação da óptica newtoniana no século XVIII: subsídios para discutir a Natureza da Ciência do Ensino. 2008. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física (IF/SBI) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.