Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da clorexidina na resistencia de uniao de sistemas adesivos a dentina in vitro (decidua e permanente) e na longevidade da interface adesiva in vivo.

Processo: 06/01781-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 10 de fevereiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Josimeri Hebling Costa
Beneficiário:Hérica Adad Ricci
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Resistência à tração   Dentição permanente   Dentina   Clorexidina   Adesivos dentinários

Resumo

Fibrilas de colágeno expostas na interface adesiva, quer pela impregnação incompleta de monômeros resinosos na dentina desmineralizada ou pela eluição de cadeias poliméricas hidrolicamente instáveis, são susceptíveis à degradação hidrolítica e enzimática. Esta última pode ser mediada por enzimas de origem bacteriana ou do próprio hospedeiro, denominadas de metaloproteinases da matriz (MMPs). Entretanto, tem sido demonstrado que a clorexidina, mesmo em pequenas concentrações, pode inibir essas endopeptidases, dessa forma, os objetivos desse estudo serão: (1) investigar se a utilização de clorexidina interfere na resistência de união de sistemas adesivos à dentina decídua e permanente e (2) avaliar in vivo a longevidade de interfaces adesivas produzidas na presença de clorexidina. Para a fase in vitro do estudo, serão selecionados 24 molares decíduos e 24 pré-molares humanos, assim como os sistemas adesivos Adper Single Bond, Prime & Bond NT e Excite. Os sistemas adesivos serão utilizados como recomendado pelos fabricantes, com exceção dos grupos onde a clorexidina será aplicada por 30 segundos após o condicionamento ácido da dentina. Para a fase in vivo, serão utilizados apenas dentes decíduos e o sistema adesivo Adper Single Bond. Dez pares de molares decíduos com pequenas lesões de cárie oclusal serão preparados (cavidades de classe I) e restaurados com resina composta aderida aos tecidos dentários como o sistema adesivo Single Bond. Em um dos dentes, a clorexidina será aplicada, enquanto o outro servirá como controle. Os dentes serão recuperados após exfoliação e divididos em grupos de acordo com o período de acompanhamento: 6-12 meses e 12-18 meses. Todos os dentes, tratados in vivo e in vitro, serão submetidos ao ensaio mecânico de microtração. Também será feita a análise descritiva das fraturas, e análise das interfaces em MEV.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RICCI, HERICA A.; SANABE, MARIANE E.; DE SOUZA COSTA, CARLOS A.; PASHLEY, DAVID H.; HEBLING, JOSIMERI. Chlorhexidine increases the longevity of in vivo resin-dentin bonds. European Journal of Oral Sciences, v. 118, n. 4, p. 411-416, . (06/01781-2)
RICCI, HERICA ADAD; SANABE, MARIANE EMI; DE SOUZA COSTA, CARLOS ALBERTO; HEBLING, JOSIMERI. Bond Strength of Two-Step Etch-and-Rinse Adhesive Systems to the Dentin of Primary and Permanent Teeth. Journal of Clinical Pediatric Dentistry, v. 35, n. 2, p. 163-168, . (06/01781-2)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RICCI, Hérica Adad. Influência do substrato, dentes decíduos e permanentes, e da aplicação de clorexidina na resistência de união de sistemas adesivos à dentina. 2008. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Odontologia. Araraquara Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.