Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do mecanismo de ação antiulcerogênico do óleo essencial e dos compostos majoritários de Citrus aurantium L. (Rutaceae)

Processo: 06/01963-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:Clélia Akiko Hiruma Lima
Beneficiário:Thiago de Mello Moraes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Citrus aurantium   Úlcera gástrica

Resumo

Este trabalho é um subprojeto do projeto temático BIOTA/FAPESP intitulado "Uso sustentável da biodiversidade brasileira: prospecção química e farmacológica em plantas superiores" e visa estudar farmacologicamente o potencial terapêutico do óleo essencial e dos constituintes majoritários obtidos das cascas de Citrus aurantium. Esta espécie medicinal possui fortes indicativos de uso popular para gastrites e distúrbios do trato gastrintestinal. A partir da constatação de ausência de estudos farmacológicos que comprovassem estas propriedades no trato digestório, foram realizados ensaios biológicos in vivo com o óleo essencial de C. aurantium (OEC) para avaliar suas propriedades antiulcerogênicas. Com a comprovação do efeito antiulcerogênico em modelos animais que mimetizam as úlceras no homem e a presença de uma significativa ação cicatrizante do óleo essencial em tratamento subagudo in vivo (FAPESP/IC proc. n°03/07700-6), este projeto visa dar continuidade na avaliação terapêutica do óleo essencial de C. aurantium bem como de seus constituintes majoritários, no intuito de desvendar os mecanismos envolvidos com a ação antiulcerogênica do OEC e de seus compostos isolados (CIC). Para isso, serão desenvolvidos modelos experimentais que mimetizam as maiores ocorrências de úlceras no homem como a utilização de DAINE (droga antiinflamatória não-esteroidal), etanol e aumento de acidez gástrica. Também serão desenvolvidos modelos experimentais para a identificação dos mecanismos de ação com avaliação da ação em receptores muscarínicos, histaminérgicos, quantificação de muco gástrica, quantificação de PGE2 (prostaglandina E2), envolvimento dos compostos sulfidrílicos, ação dos hormônios gastrina, somatostatina, colecistocinina (CCK), antígeno de proliferação nuclear (PCNA), proteína de choque térmico (HSP 70), fator de crescimento epidermal (EGF) além de modelos para avaliar a cicatrização, a interferência dos neurônios sensitivos e a atividade antibacteriana frente a Helicobacter pylori. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)