Busca avançada
Ano de início
Entree

Ma(d)jermanes: passado colonial e presente diasporizado: reconstrução etnográfica de um dos últimos vestígios do socialismo colonial europeu

Processo: 06/01500-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2006
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Omar Ribeiro Thomaz
Beneficiário:Hector Rolando Guerra Hernandez
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Identidade nacional   Conflito social   Moçambique   Diáspora

Resumo

O projeto tem como objetivo principal o estudo de um grupo social formado essencialmente pelos antigos trabalhadores moçambicanos na desaparecida República Democrática Alemã conhecidos atualmente como Ma(d)jermanes. Aqui tentar-se-á construir um quadro coerente deste coletivo, procurando estabelecer linhas de continuidade e ruptura entre seu passado como migrantes laborais e seu presente diasporizado e transnacional na procura do reconhecimento como coletivo social tanto na Alemanha quanto em Moçambique. Saliente-se ainda que este coletivo reúne dois campos de discussão atuais até agora não combinados: eles representam uma ponte entre os debates pós colonial e pós-socialista. Efetivamente, Moçambique tendo uma história colonial de longa data, depois da sua independência de Portugal em 1975, transformou-se numa República independente assumindo um modelo de desenvolvimento que a transformou numa espécie de nova colônia dos países socialistas do chamado Segundo Mundo. Este antecedente histórico é crucial para a compreensão das relações entre Moçambique e a ex-RDA, sobretudo porque estes países consideravam-se mutuamente estratégicos. O trabalho, diretamente relacionado a um campo de conflito ainda controverso, terá, por força, um caráter fortemente empírico. Considerando-se também que não existe um cadastro atualizado sobre sua situação, status e número em Alemanha, informação necessária para a reconstrução da sua biografia coletiva, incorpora-se neste estudo a análise rigorosa dos arquivos, documentos e regulamentação existentes. Do ponto de vista empírico, prefere-se utilizar a compilação de dados etnográficos por meio da pesquisa de campo. Principalmente dados relacionados com a estrutura e organização das instituições criadas pelos Ma(d)jermanes, assim como também das formas e práticas adquiridas na conformação das suas redes ao interior deste grupo social específico e em relação com ambas as sociedades. Em seguida, recorreremos a histórias de vida e a realização de entrevistas em profundidade já que -sobretudo a última -constituem uma maneira muito pertinente de coletar informação especialmente em situações nas quais se querem aprofundar os níveis de análise discursivos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
HERNANDEZ, Hector Rolando Guerra. Ma(d)jermanes: passado colonial e presente diasporizado : reconstrução etnográfica de um dos últimos vestígios do socialismo colonial europeu. 2011. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.