Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratigrafia tecnológica da Formação Corumbataí (região de Rio Claro, SP) e produtos cerâmicos

Processo: 05/03683-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2006
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Antenor Zanardo
Beneficiário:Carolina Del Roveri
Instituição Sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Estratigrafia   Mapeamento geológico   Materiais cerâmicos   Mineralogia aplicada
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Estratigrafia | Geologia | Mapeamento Geologico | Materia Prima Ceramica | Materiais Ceramicos | Mineralogia Aplicada | Minerais Industriais

Resumo

As indústrias cerâmicas do Pólo de Santa Gertrudes são responsáveis por cerca de 45% da produção nacional de pisos e revestimentos e utilizam, em sua grande maioria, materiais da Formação Corumbataí como base para as massas de revestimentos cerâmicos produzidos na região. A Formação Corumbataí tem como litotipos predominantes lamitos, siltitos, ritmitos e folhelhos de cor cinza a vermelho arroxeado intenso. Em menores proporções, costumam ocorrer arenitos finos a muito finos arcoseanos, níveis de calcários, bone beds e ainda veios e vênulas delgadas de quartzo e/ou carbonatos (calcita e/ou dolomita). Atividades de pesquisa realizadas por integrantes do Grupo de Pesquisa “Qualidade em Cerâmica” têm demonstrado que, praticamente, toda a coluna estratigráfica dessa unidade pode ser utilizada para a produção de revestimentos cerâmicos, que a constituição mineralógica e especialmente tecnológica, apresenta significativa variação tanto na vertical como na horizontal, decorrentes de aspectos sedimentares, diagenéticos e alteração supérgena. Objetivando cartografar as diferentes unidades tecnológicas e geológicas, representáveis na escala 1:25.000, serão realizados levantamentos das frentes de lavras, distribuídas desde a porção basal até o topo da Formação Corumbataí, na região em que concentram as atividades de mineração. Para isso, além das atividades cartográficas normais, serão executadas atividades de compilação bibliográfica, caracterização das fácies sedimentares e cerâmicas (presentes nas frentes de lavras e afloramentos) e correlação entre estas. Com o intuito de dar suporte à interpretação estratigráfica e diagenética dar-se-á destaque ao limite das formações Corumbataí/Irati/Pirambóia e o posicionamento das intrusões de diabásio na área. As caracterizações serão realizadas através de análises mineralógicas, químicas e petrográficas (microscopia óptica e eletrônica) e ensaios tecnológicos cerâmicos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROVERI, CAROLINA DEL; ZANARDO, ANTENOR; MOTTA, JOSÉ FRANCISCO MARCIANO. Reintegração dos finos provenientes do beneficiamento de argila no processo de produção de revestimentos via seca. Rem: Revista Escola de Minas, v. 59, n. 4, p. 379-383, . (02/00858-0, 05/03683-5)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ROVERI, Carolina Del. Petrologia aplicada da formação Corumbataí (região de Rio Claro - SP) e produtos cerâmicos. 2010. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Rio Claro Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.